SEXO FEMININO PODE TER MAIOR RISCO DE CONTRAIR ZIKA

A Zika é um vírus que armazenam seu código genético no RNA, o que enfraquece o sistema imunológico vaginal, retardando a resposta das defesas do corpo à infecção e dificultando a detecção do vírus na vagina. Isso pode aumentar o risco de infecção do feto durante a gravidez.

A conclusão é de um novo estudo publicado ontem na revista científica internacional Journal of Experimental Medicine. O novo estudo foi liderado por cientistas dos Institutos Gladstone, ligados à Universidade da Califórnia em São Francisco (Estados Unidos). De acordo com os autores do artigo, a descoberta sugere que as mulheres são mais suscetíveis à transmissão sexual de vírus de RNA e elas têm mais dificuldade que os homens para eliminar a infecção do corpo.

zika Continue lendo

BUTANTAN PESQUISA REMÉDIO CONTRA ZIKA

O Instituto Butantan iniciou a pesquisa de um medicamento para tratar pessoas infectadas com o vírus Zika. Transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, a infecção pelo Zika pode provocar microcefalia em bebês quando a mãe, ainda gestante, entra em contato com o vírus.

A pesquisa do Butantan vai adotar como métodos o reposicionamento de fármacos e a triagem de alto conteúdo. Essas tecnologias permitem que coleções de compostos químicos sejam triadas contra o vírus em células humanas infectadas.

Segundo o instituto, esse processo é mais rápido porque dispensa a necessidade de validar previamente o alvo molecular, o que poderia levar vários anos.

Na pesquisa, a célula humana, infectada com o vírus Zika por 72 horas, é exposta à ação dos fármacos para tentar inibir a infecção.

Esse procedimento é chamado de atividade antiviral, utilizando um vírus isolado.

zika-virus

CRÉDITOS: Portal EBC

ZIKA VÍRUS UM ANO DEPOIS

Há um ano, o governo fazia o anúncio oficial. Pela primeira vez, o Brasil vivia oficialmente uma emergência em saúde por causa da microcefalia, uma doença que atinge recém-nascidos.

zika-virus

De suspeito, o Zika passou a ser causa confirmada de uma série de alterações neurológicas no bebê, que ocorrem ainda na barriga da mãe. Descobriu-se que podem ocorrer danos mesmo que não haja microcefalia. Continue lendo