RESSECAMENTO VAGINAL

O ressecamento vaginal é compreendido com a perda ou diminuição acentuada da produção de muco pela vagina, o que dá a sensação de ressecamento, podendo causar desconforto e dores.

A produção de muco vaginal é essencial para proteção do órgão bem como para a manutenção da saúde feminina ao longo dos ciclos menstruais.

O ressecamento vaginal é um problema que pode ser enfrentado pela mulher, independente da idade, estando ligada a vários tipos de problema, causando desconforto principalmente durante o contato íntimo.

Algumas das possíveis causas são: Continue lendo

SECREÇÃO VAGINAL

Uma secreção vaginal pode ser resultado de alterações normais na concentração de estrogênio. Quando a concentração está elevada, o estrogênio estimula o colo do útero a produzir secreções (muco), e uma pequena quantidade de muco pode ser excretada pela vagina. A concentração de estrogênio está elevada nas situações a seguir:

  • Durante os ciclos menstruais, alguns dias antes da liberação do óvulo
  • Em recém-nascidas durante uma semana ou duas após o nascimento, pois absorvem estrogênio da mãe antes de nascerem
  • Alguns meses antes de as meninas terem a menarca
  • Durante a gestação
  • Em mulheres que tomam medicamentos que contêm estrogênio ou que aumentam a produção do estrogênio (por exemplo, alguns medicamentos para fertilidade)

Normalmente, secreções normais não têm odor. Geralmente, são esbranquiçadas ou inconsistentes e claras. No decorrer da idade fértil, a quantidade e o aspecto podem variar durante o ciclo menstrual. Continue lendo

SÍNDROME DA VAGINA MORTA: MITO?

Tradução direta do nome em inglês “Dead Vagina Syndrome” nada mais é do que a diminuição acentuada e crescente da sensibilidade após o uso constante de vibradores.

De acordo com as teorias descritas em vários websites, o uso ‘excessivo’ de vibradores faz com que seja criada uma tolerância à estimulação vaginal e clitoriana, o que impossibilita o orgasmo. Com o passar do tempo, a vagina acaba por ‘morrer’ e não sente qualquer prazer.

Sendo assim, toda mulher que fizer uso abusivo de vibradores deixaria de sentir prazer no sexo com o passar do tempo. Continue lendo

VAGINOSE: O QUE É?

Também conhecida como Vaginose Bacteriana, esta doença é a infecção ginecológica causada pela proliferação anormal de bactérias na vagina.

A vaginose bacteriana não é uma doença/ infecção sexualmente transmissível. Porém, é a infeção mais comum na vagina das mulheres, superando a candidíase vaginal e a tricomoníase.

Esta infecção é causada por um crescimento anormal de bactérias na vagina, devido geralmente a desequilíbrios na sua flora, o que leva à alteração do corrimento vaginal, nomeadamente na sua cor (que passa a ser acinzentada) e principalmente ao nível do seu cheiro. Continue lendo

RESSECAMENTO VAGINAL: INFORMATIVO

Em algumas fases da vida, a mulher pode ter problemas com a falta de lubrificação vaginal, e isto pode gerar problemas na vida sexual e principalmente emocional. O ressecamento atinge principalmente mulheres que estão na menopausa ou pós-parto, e a principal razão é a redução na produção do estrogênio, hormônio feminino, pelo organismo.

Outro motivo para a falta de lubrificação são os tratamentos contra o câncer, como quimioterapia e radioterapia, que também afetam a produção do estrogênio.

Os principais incômodos desencadeados pelo ressecamento vaginal são coceira, queimação ou irritação na vagina, diminuição da elasticidade e dores durante as relações sexuais.

Algumas mulheres fazem uso de lubrificantes para o alívio dos sintomas, entretanto a solução é temporária e não resolve a principal causa do problema. Continue lendo

O QUE ACONTECE AO CORPO DA MULHER APÓS O PARTO

Quando uma mulher engravida, tudo ao seu redor se transforma, mas a maior mudança é a que acontece internamente, no corpo e na cabeça das futuras mães.

Logo depois de ganhar o bebê e vivenciar as primeiras sensações da maternidade, a mulher entra no período pós-parto, também chamado de puerpério, resguardo ou quarentena, quando os órgãos reprodutivos começam a realizar o movimento de regressão para voltar ao seu estado normal.

É nesse contexto que, pela primeira vez depois de meses, ela vai encarar o espelho sem um bebê na barriga. Para muitas mulheres, essa pode ser uma experiência chocante, mas sabendo o que acontece no corpo após a gestação, fica mais fácil entender que tudo é uma questão de tempo. Continue lendo

SAÚDE DE MULHER – INFECÇÃO URINÁRIA E DICAS

A Infecção do Trato Urinário, conhecida como infecção urinária, é um quadro infeccioso que pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário, como rins, bexiga, uretra e ureteres. Esse tipo de infecção é mais comum na parte inferior do trato urinário, do qual fazem parte a bexiga e a uretra.

A infecção bacteriana do canal urinário causada, na maioria das vezes, pela bactéria E. coli está por trás da maioria das infecções urinárias. As relações sexuais são a causa mais comum. A chance de uma mulher contrair infecção do trato urinário aumenta com a atividade sexual intensa.

O uso de diafragma e a gravidez são outros fatores de risco, além de infecções anteriores, idade avançada, menopausa, pedra nos rins, diabetes, complicações imunológicas e tendência genética. Continue lendo