MIOMA: DEFINIÇÕES

É definido como mioma, um tumor não necessariamente maligno de natureza muscular lisa na região pélvica, mais precisamente no útero feminino. É responsável por causar sangramentos anormais na mulher.

Os miomas uterinos são os tumores pélvicos mais comuns, ocorrendo em cerca de 70% das mulheres até 45 anos de idade. Entretanto, muitos miomas são pequenos e assintomáticos. Cerca de 25% das mulheres brancas e 50% das mulheres negras com o tempo desenvolvem miomas sintomáticos.

Os fatores de risco de miomas incluem: ser da raça negra e apresentar índice de massa corporal elevado. Os fatores potencialmente protetores são: o parto e o tabagismo. Continue lendo

ENDOMETRIOSE

A endometriose é uma doença feminina caracterizada pelo crescimento de tecido endometrial fora do útero.

A mulher com endometriose apresenta fragmentos do endométrio fora do útero (endométrio é a parte interna do útero, responsável pela menstruação). Neste caso, o local mais comum de implantação dos fragmentos é a região pélvica, onde ficam aderidos a uma ou mais estruturas – tubas uterinas, ovários, bexiga, intestino e outros órgãos.

Mesmo deslocado, o tecido excedente é estimulado a crescer e, na hora da menstruação, descama junto com o endométrio original.

Continue lendo

LAQUEADURA: INFORMAÇÕES

A laqueadura tubária, também chamada de ligadura de trompas ou simplesmente laqueadura, é um procedimento de esterilização, que tem como objetivo impedir que a mulher consiga engravidar.

A ligadura tubária é considerada um método contraceptivo permanente e sua taxa de sucesso de cerca de 95% em casos indicados

A laqueadura tubária funciona como método anticoncepcional definitivo porque é um procedimento que causa interrupção no trajeto de ambas as trompas, impedido, assim, que os espermatozoides cheguem ao óvulo liberado por qualquer um dos dois ovários.

A ligadura das trompas não impede a ovulação nem interfere no ciclo hormonal feminino, não causando, portanto, nenhuma alteração no ciclo menstrual. Continue lendo

O QUE ACONTECE AO CORPO DA MULHER APÓS O PARTO

Quando uma mulher engravida, tudo ao seu redor se transforma, mas a maior mudança é a que acontece internamente, no corpo e na cabeça das futuras mães.

Logo depois de ganhar o bebê e vivenciar as primeiras sensações da maternidade, a mulher entra no período pós-parto, também chamado de puerpério, resguardo ou quarentena, quando os órgãos reprodutivos começam a realizar o movimento de regressão para voltar ao seu estado normal.

É nesse contexto que, pela primeira vez depois de meses, ela vai encarar o espelho sem um bebê na barriga. Para muitas mulheres, essa pode ser uma experiência chocante, mas sabendo o que acontece no corpo após a gestação, fica mais fácil entender que tudo é uma questão de tempo. Continue lendo