RECÉM-NASCIDO COM MICROCEFALIA

As crianças com microcefalia precisam de estimulação precoce, para redução do comprometimento no desenvolvimento neuropsicomotor decorrente da malformação. O período mais importante para essa estimulação vai de 0 aos 3 anos, época de maior resposta aos estímulos.

Para orientar os profissionais de saúde no atendimento a esses bebês, o Ministério da Saúde lançou um documento com todas as diretrizes para estimulação precoce de crianças com atraso no seu desenvolvimento.

As Diretrizes abordam aspectos relacionados ao desenvolvimento neuropsicomotor da criança, como a avaliação do desenvolvimento auditivo, visual, motor, cognitivo e da linguagem, a estimulação precoce, o uso de tecnologia assistiva (bengalas e cadeiras de rodas), além de outros aspectos, como a importância do brincar e a participação da família na estimulação precoce. Continue lendo

DOENÇAS RARAS NO BRASIL

O ministério da saúde possui uma seção dentro de seu site voltada para o tema, a fim de esclarecer as principais dúvidas e informar onde e como conseguir ajuda para familiares e portadores de algumas doenças raras no Brasil.

As doenças raras são caracterizadas por uma ampla diversidade de sinais e sintomas e variam não só de doença para doença, mas também de pessoa para pessoa acometida pela mesma condição. Manifestações relativamente frequentes podem simular doenças comuns, dificultando o seu diagnóstico, causando elevado sofrimento clínico e psicossocial aos afetados, bem como para suas famílias.

As doenças raras podem ser: Continue lendo

ABIRATERONA PARA CÂNCER DE PRÓSTATA É INCLUÍDO NO SUS

O Ministério da Saúde resolveu incluir na lista de medicamentos do Sistema Único de Saúde (SUS) mais uma substância para o tratamento do câncer de próstata. A abiraterona poderá ser utilizada em pacientes em metástase após uso prévio de quimioterapia. O prazo máximo de oferta ao SUS é de 180 dias a partir do dia 24-07-2019.

A recomendação da incorporação do medicamento foi feita pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec). 

Para os pacientes em que a doença evolui, a primeira linha de tratamento é a terapia hormonal seguida por quimioterapia, já ofertados pelo sistema público e considerados tratamento padrão. No entanto, apesar de fornecer resultados iniciais positivos, essas linhas podem ser abordagens paliativas, e não curativas. Assim, após um período de tempo, a doença pode voltar a evoluir. Para esses casos, a abiratona poderá ser incluída como mais uma alternativa para controle do tumor. Continue lendo

VACINA MENSAL PARA CONTROLE DO HIV

Pesquisadores anunciaram esta semana a eficiência de um novo método para tratar a infecção: injeções mensais.

A ViiV Healthcare, farmacêutica que financiou as pesquisas, destacou que essas injeções facilitam o tratamento, especialmente para pacientes que têm dificuldade em lembrar de tomar a medicação todos os dias.

Outro benefício do novo esquema é dar mais privacidade ao portador de HIV: como as doses devem ser aplicadas por médicos e enfermeiros (em clínicas habilitadas), o paciente pode evitar o estigma ao descartar o preenchimento de fichas ou apresentação de receitas para comprar os medicamentos na farmácia. Continue lendo

RENAME – O QUE É?

RENAME, ou Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, é uma lista de fármacos com o intuito de atender as necessidades básicas da população. Esse documento rege o atendimento farmacológico do SUS e trata-se da base para orientação e abastecimento da rede pública de saúde dessas substâncias.

Em teoria, os itens constantes nessa lista não podem faltar na rede de saúde, ou então precisam dispor de preços mais acessíveis à população. Além disso, devem ser prescritos conforme as regras contidas nessa lista.

O RENAME tem como base a Lista de Medicamentos Essenciais da OMS, adotada pela primeira vez em 1978. O documento, disponibilizado pela Organização Mundial da Saúde também, tem a responsabilidade de nortear a política farmacológica dos países membros da organização. Continue lendo

ADESIVO PARA TRATAMENTO DO ALZHEIMER DISPONIBILIZADO PELO SUS

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que provoca a diminuição das funções cognitivas uma vez que as células cerebrais degeneram e morrem, causando declínio constante na função mental.

Os principais sintomas da doença são: dificuldade de memória (especialmente de acontecimentos recentes), discurso vago durante as conversações, demora em atividades rotineiras, esquecimento de pessoas e lugares conhecidos, deterioração de competências sociais e imprevisibilidade emocional.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), essa doença é responsável por 60% a 70% dos casos de demência. Continue lendo

SUS ADOTA NOVO TRATAMENTO PARA TUBERCULOSE

Pacientes com tuberculose terão acesso a um novo tratamento com menor quantidade de comprimidos, passando de três para uma ingestão diária. Isso será possível com a nova apresentação do medicamento Isoniazida de 300 mg, que além de permitir redução dos comprimidos, favorece a adesão ao tratamento.

O medicamento estará disponível a partir de maio na rede pública. Para a implantação da Isoniazida 300mg, o Ministério da Saúde vai financiar uma pesquisa, desenvolvida pela Universidade Federal do Espírito Santo e com apoio de pesquisadores externos nos estados do Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e no Distrito Federal.

O Ministério da Saúde vai começar a distribuição pelos estados participantes da pesquisa: Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e no Distrito Federal. Para isso, a pasta adquiriu 5 mil caixas, que correspondem a 2,5 milhões de comprimidos. Continue lendo