SINUSITE x RINITE: DIFERENÇAS

É comum associar os dois casos porque uma rinite pode desencadear a sinusite, mas é importante lembrar são doenças distintas.

A rinite não tem cura na maioria das vezes, mas a sinusite sim. Em alguns casos é preciso recorrer a intervenção cirúrgica, mas é possível obter a cura até para a sinusite crônica.

A rinite é uma inflamação da mucosa do nariz, que pode ser infecciosa ou causada por agentes alergênicos. Os sintomas são, geralmente, nariz entupido, coriza (secreção clara e fluida), coceira no nariz e espirros.

A sinusite é provocada pela inflamação da mucosa dos seios da face. Essas cavidades, podem ficar entupidas prejudicando o fluxo normal do muco. O acúmulo do muco favorece a proliferação de bactérias causando a sinusite. O quadro agudo da sinusite manifesta sintomas mais incisivos como dores fortes na face, tosse, febre e muita secreção no nariz. Continue lendo

DESVIO DE SEPTO NASAL

Dentro do nariz, localiza-se a cavidade nasal, que se encontra dividida em duas passagens pelo septo nasal. O septo nasal é composto tanto por osso, como por cartilagem e se estende dos orifícios nasais até à parte posterior do nariz.

O septo nasal é uma estrutura onde se encontra ossos (na sua parte posterior) e cartilagem (na porção anterior),que divide o nariz em duas narinas.  Ele é revestido pelo mesmo tipo de tecido que forra internamente o nariz, conhecido por mucosa nasal.

Normalmente, o septo nasal é reto, ficando no meio das duas narinas. Quando ele está torto para um dos lados, chamamos de desvio. Assim, a narina que contém o desvio torna-se mais estreita à passagem do ar, dificultando a respiração. Isso acontece devido a um defeito de nascença ou uma lesão, e posicionado de modo que uma narina seja muito menor que a outra. Continue lendo

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A SINUSITE

A sinusite é uma inflamação na mucosa dos seios paranasais. Estas cavidades normalmente estão cheias de ar, mas quando são bloqueadas por secreções contendo germes como bactéria, vírus ou fungos, pode se desenvolver e causar esta infecção.

A sinusite pode ser causada por uma infeção, alergias, poluição do ar ou problemas estruturais no nariz.  Porém a maior parte dos casos é causada por infecções virais ou bacterianas.

Entre os sinais e sintomas mais comuns estão a produção de muco nasal espesso, nariz entupido e dor na face. Entre outros possíveis sinais e sintomas estão a febre, dores de cabeça, diminuição do olfato, garganta inflamada e tosse. Continue lendo

OS PRINCIPAIS TIPOS DE DORES DE CABEÇA

Dores de cabeça estão entre os problemas de saúde mais comuns. Segundo dados médicos em todo o mundo, 40% das pessoas sofrem pelo menos de uma dor aguda na região por ano. As causas podem estar na ingestão de álcool e alimentos, outros problemas de saúde e principalmente em momentos de tensão, já que 90% dos casos esporádicos resultam de estresse.

Shutterstock ID 142814494; PO: 100 47953; Job: Shutterstock; Other: Public Affairs

A dor não está no cérebro. O desconforto pode atingir qualquer parte da cabeça, desde a pele, músculos, veias, dentes e terminações nervosas. Se chegar até as células cerebrais é porque não se trata de dor e, sim, de um problema mais sério. Um bom diagnóstico precisa levar em consideração as características da dor, que pode ser latejante, como se fosse uma pressão ou uma pontada, sua intensidade, a área afetada, frequência e duração.

Vale lembrar, que se a dor de cabeça estiver associada a outros sintomas, como febre, tremores, perda de visão, tonturas e vômitos constantes, por exemplo, somente o médico poderá dizer qual a causa desse problema.

Conheça abaixo os tipos mais comuns de dores de cabeça, presentes na população:

Continue lendo

CONHEÇA AS PRINCIPAIS DOENÇAS NAS VIAS RESPIRATÓRIAS

Doença respiratóriaRESFRIADO

  • Inflamação e infecção aguda do nariz e garganta.
  • O contágio se dá através de tosse, espirro ou contato pessoal com um doente.
  • A baixa resistência do organismo pode predispor ao contágio
  • É uma doença muito comum, com milhares de milhões de casos por ano no Brasil.
  • A maioria das pessoas se recupera sozinha dentro de duas semanas. Medicamentos de venda livre e remédios caseiros podem ajudar a controlar os sintomas.

Continue lendo