COR DO SÊMEN

O sêmen ou esperma é um fluído orgânico produzido pelos machos de várias espécies animais, inclusive os seres humanos, que contém espermatozóides e outras secreções.

Este fluído transporta entre 60 e 300 milhões de espermatozóides (segundo a duração da abstinência prévia). Para fertilizar o óvulo é necessário que o esperma contenha mais de 20 milhões de espermas por ml.

A composição do sêmen pode ser divida em duas partes: o plasma seminal e os espermatozoides. Cerca de 70% do plasma seminal é produzido nas vesículas seminais, contendo aminoácidos, enzimas e principalmente frutose, que é a fonte de energia das células espermáticas. Os outros 30% são produzidos pela próstata e contém, entre outros elementos, a fosfatase ácida e o ácido cítrico. Essas substâncias têm o papel de neutralizar o ambiente ácido do canal vaginal, que é naturalmente nocivo ao esperma.  Continue lendo

HEMATOSPERMIA – SANGUE NO SÊMEN

A Hematospermia é a condição onde há a presença de sangue no líquido ejaculado, que pode ser de cor avermelhada com traços avermelhados ou marrom. Também pode ser chamada de hemospermia.

Apesar de ser uma condição que assusta a maioria dos homens, felizmente na maior parte dos casos, não indica nenhum evento prejudicial à saúde dos mesmos, quando esta condição, não está acompanhada de outros sintomas, tais como dores testiculares, desconforto no ato sexual, problemas de micção e febre.

Sangue no esperma ejaculado ou traços avermelhados, pode indicar uma lesão em algum lugar ao longo do trato geniturinário. O esperma é produzido nos testículos (epidídimo), vai ao canal deferente, que por sua vez leva ao ducto ejaculatório. Junto com o líquido das vesículas seminais, próstata e outras glândulas ao longo do trato geniturinário, a ejaculação ocorre quando o sêmen é lançado para fora do pênis. Algumas vezes o sangue observado pelo homem no material ejaculado pode ser de partes externas, como lesões no pênis. Continue lendo