OUTRAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O PrEP

A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV é um novo método de prevenção à infecção pelo HIV. A PrEP consiste na tomada diária de um comprimido que impede que o vírus causador da aids infecte o organismo, antes de a pessoa ter contato com o vírus.

A PrEP é a combinação de dois medicamentos (tenofovir + entricitabina) Truvada® que bloqueiam alguns “caminhos” que o HIV usa para infectar seu organismo. Se você tomar PrEP diariamente, a medicação pode impedir que o HIV se estabeleça e se espalhe em seu corpo.

A PrEP só é eficaz para pacientes que não possuem HIV+ e que tomam a medicação diariamente, sem interrupções. O seu efeito protetor começa após 7 dias de uso para relação anal e 20 dias de uso para relação vaginal. Continue lendo

CONTRAINDICAÇÕES DA PrEP

A Profilaxia Pré-Esposição (PrEP) é a utilização de medicamentos antirretrovirais, antes da exposição ao HIV, por pessoas não infectadas e que tenham chances aumentadas de contato com o vírus, como forma de prevenção.

  1. Pré • Antes
  2. Exposição • Atividade que pode levar à infecção por HIV
  3. Profilaxia • Prevenção

A medicação mais utilizado no mundo e no Brasil como PrEP é o medicamento Truvada®, que consiste em:

– Tenofovir associado a Entricitabina, em dose fixa combinada TDF/FTC 300/200mg, um comprimido por dia, via oral, em uso contínuo. Continue lendo

ESTUDO BRASILEIRO MOSTRA 100% DE EFICÁCIA DA PrEP

Estudo inédito realizado em cinco cidades mostra que o uso de antirretrovirais para prevenir o HIV foi eficaz em 100% dos casos. O trabalho acompanhou 526 voluntários que passaram a usar o medicamento como estratégia de prevenção.

No período avaliado, nenhuma das pessoas que usavam o medicamento contraiu o HIV.

“Três infecções foram identificadas, mas entre pessoas que esperavam para iniciar o uso da Prep (terapia pré-exposição)”, disse o coordenador do trabalho, o pesquisador Alexandre Grangeiro, da Universidade de São Paulo (USP). Para ele, o resultado confirma a importância da estratégia e reforça a necessidade de implementação no Sistema Único de Saúde. Continue lendo