POR QUE NÃO SE DEVE REUTILIZAR O PRESERVATIVO?

Apensar de muitos modelos, distribuídos no mundo, de preservativo (camisinha) tanto masculino quanto feminino, não trazerem em sua embalagem a descrição de uso único. Este produto jamais deve ser reutilizado, ou mesmo utilizado quando a embalagem estiver danificada ou violada.

Sendo assim a camisinha masculina e a camisinha feminina são de uso único e jamais devem ser reutilizadas.

A maioria dos preservativos é feita de látex e pode conter lubrificantes, espermicidas e/ou retardantes que alteram sua composição química. O modo de fabricação é o mesmo independentemente da matéria-prima: a borracha passa por um processo de vulcanização (em que sofre uma injeção de calor e pressão) para ficar mais resistente. Depois, recebe alguns produtos químicos que endurecem ainda mais o elástico e reduzem alguns de seus componentes alérgicos. Por fim, a borracha é moldada no formato tradicional em uma forma de vidro e passa por um banho de talco e sílica antes de ser finalmente embalada e despachada. Continue lendo

PRESERVATIVO É UM METODO DE PREVENÇÃO EFICAZ?

A camisinha (Preservativo) ainda é, segundo a Organização Mundial da Saúde, um dos métodos mais efetivos para prevenir as infecções sexualmente transmissíveis quando usada de maneira correta e consistente. Apesar de o preservativo masculino ser de longe o mais popular, o feminino é igualmente eficaz.

O infectologista Sidnei Pimentel, do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids do Estado de São Paulo, reconhece que a camisinha feminina causa estranheza por ter o dobro do tamanho da versão masculina. Mas é a solução ideal para casos em que o parceiro tem dificuldade em manter a ereção com camisinha.

Qualquer que seja a escolha do preservativo, o ideal é usá-lo junto com gel lubrificante, para diminuir o atrito e o risco de rompimento. Os dois tipos de preservativo estão disponíveis de graça em qualquer serviço de saúde do SUS. Continue lendo

PRESERVATIVO MASCULINO (CAMISINHA) – DÚVIDAS FREQUENTES

O preservativo masculino ou camisinha é uma capa de borracha (látex) – que também pode ser encontrado em versões sem látex – que, colocada corretamente sobre o pênis, evita a transmissão de doenças como a Aids, hepatites virais e outras doenças sexualmente transmissíveis (DST). Serve também como contraceptivo para a gravidez.

Embora ele seja amplamente recomendado para prevenir DST’s  e a gravidez indesejada, sendo inclusive distribuída pelo SUS, ainda existem muitas dúvidas sobre o seu uso e quais cuidados ela oferece realmente.

 

Veja abaixo algumas das principais perguntas sobre esse produto:

Continue lendo