ESTUDO CORRELACIONA IDADE PATERNA COM PROPENSÃO A DOENÇAS

Por muito tempo tem-se acreditado que só a idade da mulher importa quando se trata de ter filhos, já que a fertilidade feminina começa a decair por volta do 30, 40 anos, até a chegada da menopausa, aos 40, 50 anos. No entanto as pesquisas mais recentes têm demonstrado que a idade paterna também é importante no que toca tanto à fertilidade quanto ao desenvolvimento dos filhos.

Um estudo publicado na revista Biological Psychiatry estabeleceu uma conexão entre pais mais velhos e o risco crescente de esquizofrenia juvenil, uma forma severa da doença que se apresenta em menores de 18 anos e é associada a outras anomalias genéticas.

Os pacientes que participaram do estudo tinham genitores normais e nenhum histórico familiar de distúrbio mental, portanto seus casos foram produto de mutações genéticas no esperma paterno, acumuladas com o avançar da idade, já a partir dos 35 anos. Continue lendo