FEBRE AMARELA

A Febre Amarela é uma doença viral aguda causada pela picada do mosquito contaminado pelo flavovirus da febre amarela. Ela só é transmitida pela picada da fêmea do mosquito do gênero Haemagogus, em áreas rurais e Aedes Aegypti em áreas urbanas.

A febre amarela é dividida em dois tipos:

  1. Febre amarela silvestre– quando a infecção corre nas regiões de floresta e serrado. Esta forma é transmitida pelos mosquitos do gênero Haemagogus.

  2. Febre amarela urbana– quando a infecção ocorre na grandes cidades e áreas urbanizadas. Esta forma é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite dengue.

A doença é a mesma, essa divisão é apenas para fins epidemiológicos e sendo assim, as manifestações clínicas da doença são iguais, bem como sua evolução. Continue lendo

FEBRE AMARELA: ÁREAS DE RISCO NO BRASIL 2018

Aedes aegypti, mosquito que pode transmitir o dengue e também a  febre amarela, está presente em 3600 municípios brasileiros, incluindo estados como Rio de Janeiro, São Paulo e o Distrito Federal.

Desde dezembro de 2016, o Brasil está experimentando um aumento da atividade do vírus da febre amarela, informou a Organização Mundial da Saúde – OMS, em seu site. “Um total de 777 casos humanos foram relatados, incluindo 261 mortos, em oito Estados (Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins), bem como no Distrito Federal”. Continue lendo

POR QUE O BRASIL NÃO VACINA OS MACACOS CONTRA A FEBRE AMARELA?

Depois de dezenas de mortes suspeitas de macacos, que poderiam ter sido vítimas da febre amarela, e da corrida da população a postos de saúde, para tentar se imunizar contra a doença, especialistas em doenças tropicais no Brasil levantam uma questão:

Por que não vacinar também os macacos contra o vírus?

Os primatas são hospedeiros do vírus da febre amarela. Eles não o transmitem a outros macacos ou a seres humanos diretamente. O contagio só aconteceria se um mosquito picasse o macaco infectado e, na sequência, picasse uma pessoa. Mas evitar que os macacos se contaminem com o vírus poderia, sim, ser uma maneira de aumentar a proteção à população das cidades. Continue lendo

DOENÇAS VIRAIS: HEPATITE F – CASO ESPECIAL

A Hepatite F é o nome que havia sido dado a uma forma de hepatite viral que parecia ser inexplicável pelos vírus que causam hepatite A, B, C, D, e E.

Tem sido debatido se esta forma de hepatite é causada por um vírus ou separada por uma variante de um dos outros vírus de hepatite. Por exemplo, alguns profissionais acreditam que pode ser uma variante do vírus da hepatite B. Por outro lado, há cientistas que acreditam que essa forma de hepatite não é capaz de infectar humanos.

Seja qual for a causa, muitas formas de hepatite podem ser perigosas. É importante, então, para uma pessoa a tomar medidas para reduzir o seu risco de contrair a doença. A inflamação do fígado, não importa a causa, muitas vezes é chamada hepatite.

Continue lendo