VACINAS PARA OS ADULTOS

Falar sobre vacinas já remete a vacinação das crianças, pela qual se busca obter imunidade contra agentes de doenças que o organismo não estaria preparado para combater.

No entanto, não é só na infância que as vacinas se fazem necessárias. Jovens, adultos e especialmente pessoas mais velhas precisam estar em dia com o programa de vacinação.

Nem todas as vacinas que você tomou na infância vão conseguir protegê-lo durante toda a vida. De tempos em tempos é preciso um reforço para manter a própria proteção e a de quem estiver próximo. Além disso, novas vacinas “blindam” contra doenças até então sem imunização específica.

Veja abaixo quais são as principais vacinas que constam no programa de vacinação brasileiro da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Continue lendo

COMPLICAÇÕES DA GRIPE

Todos os anos, a gripe sazonal afeta cerca de 500 milhões de pessoas em todo o mundo e julga-se que destes possam falecer cerca de meio milhão.

Esta é uma doença contagiosa, muito comum nos meses mais frios, que, na maior parte das vezes, se cura espontaneamente. No entanto, podem ocorrer complicações, particularmente em pessoas com determinadas doenças crônicas ou com idade igual ou superior a 65 anos e que negligenciam seus sintomas.

A gripe é uma doença que após um período de incubação que varia de 24 a 96 horas, os sinais e sintomas da gripe costumam surgir de forma tão abrupta, que vários pacientes conseguem dizer exatamente a hora que a doença começou. Febre alta, fraqueza e dor pelo corpo acompanhados de sintomas respiratórios, como tosse, dor de garganta e rinite costumam estar presente logo nas primeiras horas de doença. Continue lendo

MITOS SOBRE INFLUENZA H1N1

A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010.

Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. O problema da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo ser fatal. O vírus vive por duas a oito horas em superfícies e lavar as mãos com frequência ajuda a reduzir as chances de contaminação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Center for Deseases Control (CDC), o centro de controle de doenças nos Estados Unidos, não há risco de esse vírus ser transmitido através da ingestão de carne de porco, porque ele será eliminado durante o cozimento em temperatura elevada (71º Celsius). Continue lendo

A VACINA DA GRIPE 2018 PODE CAUSAR REAÇÕES?

A resposta para essa pergunta é SIM, porém não se preocupe com isso, pois nem todos terão reações adversas à vacina e o mais importante, as reações não costumam ser graves.

É importante antes de tudo, que as pessoas entendam que todas as substâncias usadas como remédio (comprimidos, cápsulas, vacinas, chás, géis, colírios, xaropes, etc) possuem ou podem causar alguma forma de reação, seja essa substância sintética, puramente química, de origem animal, vegetal ou mineral.

A gripe é uma doença benigna na imensa maioria dos casos, possuindo uma taxa de mortalidade abaixo de 1%. Porém, por ser altamente contagiosa, ela é capaz de infectar milhões de pessoas em relativamente pouco tempo, fazendo com que uma taxa próxima de 1% represente, em números absolutos, uma quantidade grande de vítimas. Por isso, a vacinação contra o vírus Influenza tornou-se uma importante medida de saúde pública nos últimos anos. Continue lendo

INFLUENZA: A DIFERENÇA ENTRE H1N1 e H3N2

O QUE É O H3N2?

O H3N2 é um subtipo do vírus da influenza A, responsável pelo maior surto degripe nos EUA nos últimos anos, com mais de 47 mil pessoas infectadas. Recentemente, chegou no Brasil e chamou a atenção das autoridades da saúde.

Originalmente, o H3N2 não é um vírus que afeta humanos, sendo mais comum em espécies como aves e suínos. Contudo, a transmissão entre pessoas é possível. Dessa forma, fica conhecido como vírus variante.

O nome H3N2 corresponde aos dois tipos de proteína em sua superfície de revestimento, sendo elas a hemaglutinina (H) e a neuraminidase (N).

Apesar de já se ter histórico de casos da doença, em 2018 o vírus se mostrou uma ameaça maior. No Brasil, até então, já se tem registro de mortes provocadas pela condição. Continue lendo

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE INFLUENZA H7N9 – GRIPE AVIÁRIA

O vírus influenza A da gripe A (H7N9), foi identificado na China em março de 2013, causando doença grave em seres humanos. Foi a primeira vez que um vírus influenza A aviário de baixa patogenicidade foi associado a resultados fatais para as pessoas. De lá pra cá, inúmeras pessoas acabaram se contaminando com o vírus, este de se desenvolve de forma grave em humanos, causando uma preocupação mundial, dado o risca de uma pandemia.

Veja abaixo algumas questões sobre a Influenza A (H7N9)

Continue lendo

GRIPE AVIÁRIA – INFLUENZA A (H7N9)

A gripe aviária é causada por uma mutação do vírus Influenza A, transmissor da gripe. Outras variações do vírus, como H7N7, H7N9 e H9N2, também já infectaram humanos e o vírus H7N9 é o atual causador da Gripe Aviária em humanos.

O vírus influenza A (H7N9) é um subtipo de vírus influenza A de origem aviária. Esse subtipo viral (H7N9) não havia sido detectado circulando em outro animal ou infectando humanos até Março de 2013 quando foram detectados os primeiros casos de infecção humana na China.

Continue lendo