HIOSCINA (ESCOPOLAMINA) – FARMACOLOGIA BÁSICA

Cada comprimido de Hioscina contém em geral butilbrometo de escopolamina.  A Escopolamina é um fármaco antagonista dos receptores muscarínicos, também conhecido como substância anticolinérgica.

Atua impedindo a passagem de determinados impulsos nervosos para o sistema nervoso central pela inibição da ação da acetilcolina. É utilizada como antiespasmódico, principalmente em casos de úlcera do estômago, úlcera duodenal e cólica.

A Hioscina tem indicação oficial para o tratamento sintomático de cólicas dos tratos gastrintestinal e geniturinário, assim como cólicas e discinesias das vias biliares.


CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS:

A Hioscina exerce atividade espasmolítica sobre a musculatura lisa do trato gastrintestinal, geniturinário e vias biliares. O butilbrometo de escopolamina, como um derivado de amônio quaternário, não atravessa a barreira hematoencefálica e, deste modo, não produz efeitos colaterais anticolinérgicos sobre o Sistema Nervoso Central. Continue lendo

HIOSCINA – RESUMO

A Hioscina ou brometo de escopolamina é um fármaco antagonista dos receptores muscarínicos, também conhecido como uma substância anticolinérgica. É o enantiômero da hioscina, l-hioscina. É obtida a partir de plantas da família Solanaceae, sendo um dos seus metabólitos secundários.

Atua impedindo a passagem de determinados impulsos nervosos para o sistema nervoso central pela inibição da ação do neurotransmissor da acetilcolina. É utilizada como antiespasmódico.

O nome hioscina provém do nome científico do meimendro (Hyoscyamus niger), que é uma espécie de fanerógama pertencente à família das solanáceas, ao qual se pode obter a hioscina.

Continue lendo