DUVIDAS SOBRE MEDICAMENTOS GENÉRICOS

Em 1999, os medicamentos genéricos foram efetivamente introduzidos no Brasil, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, sendo José Serra o Ministro da Saúde, através da Lei 9.787, de 10 de fevereiro do mesmo ano, autorizando a comercialização, por qualquer laboratório, de medicamentos cujas patentes estivessem expiradas.

As embalagens deveriam ser padronizadas, mostrando uma tarja amarela e um grande “G” de Genérico e os seguintes dizeres:

– Medicamento Genérico – Lei 9.787/99″. extenso o nome do princípio ativo

– Medicamentos genéricos não podem apresentar marca, nome de referência ou nome fantasia. Apenas o nome do princípio ativo pode ser comunicado. Têm preços, no mínimo, 35% menores que os originais.

– No Brasil também existem medicamentos genéricos de uso controlado (medicamentos à base de substâncias sujeitas a controle especial das autoridades sanitárias).

Continue lendo

MITOS E VERDADES SOBRE ZIKA

Informações de todos os tipos têm circulado na Internet sobre os casos de Zika e microcefalia. O Ministério da Saúde (MS) publicou algumas notas para esclarecer a população sobre mitos que estavam sendo indevidamente compartilhados.

Confira:

mito-verdade


O aumento de casos de microcefalia está relacionado ao uso de mosquitos com bactéria?

Não é verdadeira a informação de relação entre a incidência do vírus Zika com os mosquitos portadores da bactéria Wolbachia. Desde 2014, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o Ministério da Saúde, desenvolve o projeto “Eliminar a Dengue: Desafio Brasil” que propõe o uso de uma bactéria naturalmente encontrada no meio ambiente, inclusive no pernilongo, chamada Wolbachia. Quando presente no Aedes Aegypti, a bactéria é capaz de impedir a transmissão da dengue pelo mosquito. A pesquisa é inédita no Brasil e na América Latina. O estudo já foi realizado, com sucesso, na Austrália, Vietnã e Indonésia.

Continue lendo

DST’s – PRINCIPAIS DÚVIDAS

Doenças sexualmente transmissíveis

 dst

– As chances de se contrair uma DST através do sexo oral são menores do que sexo com penetração?
O fato é que nenhuma das relações sexuais sem proteção é isenta de risco – algumas DST têm maior risco que outras. A transmissão da doença depende da integridade das mucosas das cavidades oral ou vaginal. Independente da forma praticada, o sexo deve ser feito sempre com camisinha.


– Toda ferida ou corrimento genital é uma DST?
Não necessariamente. Além das doenças sexualmente transmissíveis, existem outras causas para úlceras ou corrimentos genitais. Entretanto, a única forma de saber o diagnóstico correto é procurar um serviço de saúde.


– É possível estar com uma DST e não apresentar sintomas?

Sim. Muitas pessoas podem se infectar com alguma DST e não ter reações do organismo durante semanas, até anos. Dessa forma, a única maneira de se prevenir efetivamente é usar a camisinha em todas as relações sexuais e procurar regularmente o serviço de saúde para realizar os exames de rotina. Caso haja alguma exposição de risco (por exemplo, relação sem camisinha), é preciso procurar um profissional de saúde para receber o atendimento adequado.


Continue lendo

SEXUALIDADE MASCULINA – INFORMAÇÕES PARA TODAS AS IDADES

sexualidade

Embora homens e mulheres passem pelas mesmas fases, existem especificidades em cada uma delas, nomeadamente, em termos de duração e intensidade no encontro sexual.
Os estímulos eróticos, que potenciam uma resposta sexual, podem incluir imagens mentais, visuais, odores, sons e/ou carícias.

A resposta sexual masculina está extremamente ligada à elaboração de fantasias mentais, à visualização do objeto do desejo e às carícias das zonas erógenas. Este tipo de  resposta sexual passa normalmente por quatro fases:

• Desejo;
• Excitação;
• Clímax ou orgasmo;
• Resolução ou regresso.

Continue lendo

ALGUMAS DÚVIDAS SOBRE DEPRESSÃO

depressao1

A depressão é a quarta principal causa de incapacitação em todo o mundo e, de acordo com projeções da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2030 ela será o mal mais prevalente do planeta, à frente de câncer e de algumas doenças infecciosas. Hoje, segundo um estudo epidemiológico publicado na revista especializada BMC Medicine, 121 milhões de pessoas estão deprimidas.

 


– O que é depressão?
A depressão é uma doença que afeta corpo e mente e manifesta-se por sintomas emocionais e físicos. É caracterizada por sinais que interferem na habilidade para trabalhar, estudar, comer, dormir e apreciar atividades antes agradáveis. Continue lendo

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE CHIKUNGUNYA

A Febre Chikungunya é uma doença transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. No Brasil, a circulação do vírus foi identificada pela primeira vez em 2014.

perguntas-e-respostas

Veja algumas perguntas e respostas sobre Chikungunya:

A Chikungunya é uma dengue mais fraca?

Não, são vírus diferentes, embora pertençam a mesma família. Trazem sintomas similares, porém intensidades diferentes.


Continue lendo

POR QUE DEVO PROCURAR O FARMACÊUTICO? – PARTE 2

ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA

farmaceutico-2O aconselhamento ao paciente é um dever fundamental do farmacêutico, sempre com ampla capacidade de ouvir e de perguntar, empatia, respeito e busca de entendimento com o paciente.

O farmacêutico pode ajudar as pessoas a manter sua saúde e a obter o máximo de benefícios dos seus medicamentos.

 
Com a orientação farmacêutica, o paciente:

  • Entende porque um medicamento é útil para manter ou promover seu bem-estar.
    • É capaz de tomar decisões apropriadas relacionadas a medicamentos, no que diz respeito ao seu regime terapêutico (quando tomar, quanto tomar, por quanto tempo tomar).
    • Melhora as estratégias para lidar com efeitos adversos e interações dos seus medicamentos (como evitar, como amenizar).
    • Torna-se mais informado e participa ativamente no tratamento da sua doença e no manejo do autocuidado, buscando atividades para si mesmo a fim de manter a vida, a saúde e o bem-estar.

Continue lendo