PRINCIPAIS DÚVIDAS AO SE FAZER EXAMES LABORATORIAIS

Exames de sangue, fezes e urina incluem a lista de exames laboratoriais que todos os seres humanos algum dia farão em suas vidas, seja para a investigação de alguma enfermidade, seja para checar a saúde geral do indivíduo.

Sequência de ações dentro de um laboratório onde são realizados exames laboratoriais inicia-se com a coleta do material a ser analisado e termina com a emissão de um laudo diagnóstico.

A fim de sanar as principais dúvidas que paciente possa ter antes de fazer seus exames, veja abaixo uma lista de perguntas e respostas sobre as principais dúvidas ao se fazer exames laboratoriais. Continue lendo

DÚVIDAS SOBRE A PORTARIA 344/98? VEJA ALGUNS ESCLARECIMENTOS

As dúvidas na dispensação de medicamentos controlados da Portaria 344/98 fazem parte do cotidiano das farmácias e drogarias e pode colocar a classe farmacêutica em descrédito.

Pela falta de informação muitos profissionais interpretam de maneira equivocada a legislação. Quando a empresa possui mais de uma loja, este problema pode ser mais acentuado, pois cada profissional tem a sua interpretação.

A padronização dos procedimentos com base na legislação é a melhor forma de garantir um atendimento de qualidade e seguro para o cliente e para a empresa.

Seguem abaixo algumas dúvidas comuns:

Continue lendo

PRESERVATIVO MASCULINO (CAMISINHA) – DÚVIDAS FREQUENTES

O preservativo masculino ou camisinha é uma capa de borracha (látex) – que também pode ser encontrado em versões sem látex – que, colocada corretamente sobre o pênis, evita a transmissão de doenças como a Aids, hepatites virais e outras doenças sexualmente transmissíveis (DST). Serve também como contraceptivo para a gravidez.

Embora ele seja amplamente recomendado para prevenir DST’s  e a gravidez indesejada, sendo inclusive distribuída pelo SUS, ainda existem muitas dúvidas sobre o seu uso e quais cuidados ela oferece realmente.

 

Veja abaixo algumas das principais perguntas sobre esse produto:

Continue lendo

PÍLULA DO DIA SEGUINTE – QUANDO USAR?

A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência, portanto deve ser utilizada somente em último caso. Nos Estados Unidos a chamam de plano B.

Ela deve ser usada quando, por exemplo, a camisinha estoura no momento da ejaculação. Ou então quando a mulher se esquece de tomar a pílula anticoncepcional. Em casos de estupro ela também é amplamente utilizada. Portanto, não se deve fazer de seu uso um hábito nem tomar mais que uma dose por mês.

É importante ressaltar a importância desse medicamento na vida das mulheres, pois ele tem diminuído em mais de 50% a taxa de gravidez indesejada e evitado milhares de abortamentos.

Veja abaixo alguns pontos importantes sobre a pílula do dia seguinte:

Continue lendo

HANSENÍASE: DÚVIDAS FREQUENTES

A hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, cujo principal agente etiológico é o  Mycobacterium leprae (M. Leprae). Esse bacilo tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, no en­tanto poucos adoecem. A doença atinge pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas. A hanseníase é uma doença de notificação compulsória em todo o território nacional e de investigação obrigatória.

Conhecida antigamente como “lepra”, a hanseníase é uma doença que acomete 1,51 pessoa a cada 10 mil habitantes no Brasil, segundo dados de 2014. Apenas no ano passado, foram registrados 33 mil novos casos da doença. Entretanto, em relação aos últimos 10 anos, houve uma queda de 65% na taxa de prevalência. A redução foi resultado de ações de combate à doença, intensificadas nos últimos anos.

Para esclarecer um pouco mais as dúvidas sobre o assunto, veja abaixo a resposta as principais dúvidas que surgem sobre a hanseníase:

Continue lendo

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE INFLUENZA H7N9 – GRIPE AVIÁRIA

O vírus influenza A da gripe A (H7N9), foi identificado na China em março de 2013, causando doença grave em seres humanos. Foi a primeira vez que um vírus influenza A aviário de baixa patogenicidade foi associado a resultados fatais para as pessoas. De lá pra cá, inúmeras pessoas acabaram se contaminando com o vírus, este de se desenvolve de forma grave em humanos, causando uma preocupação mundial, dado o risca de uma pandemia.

Veja abaixo algumas questões sobre a Influenza A (H7N9)

Continue lendo

DUVIDAS SOBRE MEDICAMENTOS GENÉRICOS

Em 1999, os medicamentos genéricos foram efetivamente introduzidos no Brasil, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, sendo José Serra o Ministro da Saúde, através da Lei 9.787, de 10 de fevereiro do mesmo ano, autorizando a comercialização, por qualquer laboratório, de medicamentos cujas patentes estivessem expiradas.

As embalagens deveriam ser padronizadas, mostrando uma tarja amarela e um grande “G” de Genérico e os seguintes dizeres:

– Medicamento Genérico – Lei 9.787/99″. extenso o nome do princípio ativo

– Medicamentos genéricos não podem apresentar marca, nome de referência ou nome fantasia. Apenas o nome do princípio ativo pode ser comunicado. Têm preços, no mínimo, 35% menores que os originais.

– No Brasil também existem medicamentos genéricos de uso controlado (medicamentos à base de substâncias sujeitas a controle especial das autoridades sanitárias).

Continue lendo