EJACULAÇÃO RETARDADA: VOCÊ SABIA?

A ejaculação é a ação física de liberação de conteúdo seminal, mediante estímulo adequado. Em alguns casos, pode-se notar que há uma demora para que esse processo ocorra, mesmo havendo excitação e estímulo. Para esse caso, podemos atribuir o nome de ejaculação retardada.

Sendo assim a ejaculação retardada é a dificuldade de ejacular, mesmo quando se há excitação sexual, ereção e estimulo sexual. Pode ocorre em cerca de 1-4% da população masculina.

A ejaculação retardada pode ocorrer de forma primária, quando o indivíduo nunca foi capaz de ejacular durante relação sexual e de forma secundária, onde o indivíduo era capaz de obter uma ejaculação durante ato sexual, mas e algum momento de sua vida, isso passou a ficar difícil de ocorrer ou não mais ocorreu. Continue lendo

DISFUNÇÃO ERÉTIL – QUANDO MEDICAMENTOS ORAIS FALHAM

Entende-se por Disfunção Erétil (DE), a dificuldade de manter a ereção peniana, em pelo menos 50% das tentativas, por tempo suficiente para permitir a penetração vaginal ou anal e a satisfação sexual.

Essa condição é popularmente conhecida como Impotência Sexual. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 50% dos homens brasileiros acima de 40 anos têm alguma queixa em relação às ereções.

As causas da DE variam e podem ser relacionadas a motivos psicológicos, orgânicos ou ambos os casos. Continue lendo

CIRURGIAS NA PRÓSTATA CAUSAM IMPOTÊNCIA SEXUAL?

A maioria das cirurgias da próstata não causa impotência. No caso de pacientes operados para tratamento de doenças benignas, a probabilidade de impotência é praticamente nula.

No caso de pacientes operados por câncer de próstata, o risco de impotência varia de 30 a 100%, dependendo do caso (estágio da doença, tamanho do tumor, estado da função sexual antes da operação, idade).

É importante salientar que nem todo tratamento para câncer de próstata causa alterações na vida sexual do homem.

A cirurgia que verdadeiramente traz um impacto maior nessa área é a prostatectomia radical. Cirurgias menores como a RTU conhecida como “raspagem”, raramente trazem alguma mudança na vida sexual. Continue lendo

VIAGRA® – CONTRAINDICAÇÕES

SILDENAFIL

O Viagra® (citrato de sildenafil) está indicado para o tratamento da disfunção erétil, que se entende como sendo a incapacidade de atingir ou manter uma ereção suficiente para um desempenho sexual satisfatório. Para que Viagra® seja eficaz, é necessário estímulo sexual.

Em estudos clínicos, Viagra® foi avaliado em relação a seu efeito, em homens com disfunção erétil (DE), na capacidade para realizar atividade sexual e em muitos casos, especificamente, ao efeito na capacidade de obter e manter uma ereção suficiente para uma atividade sexual satisfatória. Continue lendo

EJACULAÇÃO PRECOCE: ENTENDA

A ejaculação precoce é o problema de ejaculação mais comum, levando a que o homem ejacule prematuramente durante o ato sexual, à mínima estimulação.

Em geral, define-se como uma incapacidade de controlar a ejaculação de modo que a relação seja satisfatória. Este problema pode levar à insatisfação de ambos os parceiros, o que por sua vez contribui para o aumento da ansiedade e agravamento da condição.

A ejaculação precoce é um distúrbio sexual que atinge 18% dos homens jovens. Para aqueles que possuem mais de 40 anos o problema é ainda maior, 50% deles sofrem da disfunção, ela pode acontecer com qualquer um. Continue lendo

EJACULAÇÃO RETRÓGRADA: VOCÊ SABIA?

A ejaculação é a ação física na qual há a liberação de conteúdo seminal do corpo, mediante estímulo adequado, ou seja, é a liberação/ expulsão de esperma do corpo. Geralmente a ejaculação vem acompanhada de intensa sensação de prazer, o orgasmo. O processo se inicia com contrações involuntárias dos músculos do epidídimo, ductos deferentes, vesícula seminal e próstata, que liberam fluidos que são conduzidos para a parte posterior da uretra.

Fisiologicamente, a ejaculação pode ser dividida em duas fases, a emissão e expulsão do sêmen.

O normal em uma relação sexual, é que durante o ato, o esperma (sêmen) seja lançado pela uretra e daí para fora do corpo. Quando ocorre o inverso, isto é, em vez de sair pela uretra, o esperma toma a direção da bexiga, se chama de ejaculação retrógrada. Continue lendo