CRISE DE AUSÊNCIA

A crise de ausência pode ser descrita como uma manifestação da epilepsia, bem mais comum em crianças do que em adultos. Consiste em perda da consciência por menos de 20 segundos, com tremor palpebral; o tônus da musculatura axial pode ou não ser perdido.

A pessoa que sofre desse mal, fica ausente e estática por alguns segundos, depois retornam naturalmente ao momento que foi interrompido.

Os pacientes não caem nem apresentam contrações espasmódicas; cessam abruptamente sua atividade, retomando-a da mesma forma, sem sintomas pós-ictais ou sem saber que tiveram uma crise epiléptica. Continue lendo