MIELOMA MÚLTIPLO: ARTIGO SIMPLIFICADO

O mieloma múltiplo é um câncer de plasmócitos no qual plasmócitos anormais se multiplicam sem controle na medula óssea e, ocasionalmente, em outras partes do corpo.

Em resumo, estamos falando de um câncer que surge na medula óssea, na área onde ocorre a produção de células do sangue que se localiza no interior dos ossos. Neste caso, a doença acomete especificamente os plasmócitos, células de defesa que participam do combate a infecções.

Normalmente, os plasmócitos correspondem a menos de 1% das células na medula óssea. No mieloma múltiplo, normalmente, a maioria dos elementos da medula óssea são plasmócitos cancerosos. A superabundância desses plasmócitos cancerosos na medula óssea leva a aumento da produção de proteínas que suprimem o desenvolvimento de outros elementos normais da medula óssea, incluindo glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas (partículas semelhantes a células que ajudam o corpo a formar coágulos). Continue lendo

DOR CRÔNICA

Dor crônica é aquela que persiste ou recorre por meses, persiste por mais de 1 mês após a resolução de uma lesão tecidual aguda ou acompanha uma lesão que não se cura. 

A dor crônica pode tornar o sistema nervoso mais sensível à dor. Por exemplo, a dor crônica estimula repetidamente as fibras nervosas e as células que detectam, enviam e recebem sinais de dor. Estimulação repetida pode alterar a estrutura das fibras e células nervosas (chamado remodelação) ou fazer com que as mesmas fiquem mais ativas. Por conseguinte, pode ocorrer dor com uma estimulação que normalmente não seria dolorida, ou o estímulo doloroso pode parecer mais forte. Este efeito é chamado sensibilização.

Além disso, áreas do tecido muscular e conjuntivo podem tornar-se muito sensíveis ao toque. Estas áreas são chamadas pontos-gatilho uma vez que ao tocá-las, frequentemente há o desencadeamento de dores inexplicadas que irradiam para outras áreas do corpo. Continue lendo

ESTUDO DEMONSTRA QUE DOIS FÁRMACOS FREIAM METASTASE

O câncer usa mecanismos biológicos idênticos àqueles que permitem que um ser vivo saudável cresça. Tal plasticidade pode ser seu ponto fraco, como mostrado por um estudo publicado. O trabalho é uma prova de conceito , a demonstração preliminar de que o processo de evolução do câncer poderia ser revertido.

O estudo mostra que a combinação de dois medicamentos, antitumoral e antidiabético Trametinib e Rosiglitazona, transforma as células do cancro da mama em gordura inofensivo em ratinhos que foram enxertados tumores da mama metastático. Tumores triplo-negativos, a classe mais agressiva de câncer, foram usados ​​no estudo. Continue lendo

SUS IRÁ OFERECER POMADAS PARA TRATAMENTO DO HPV EM 2019

Transmitido sexualmente, o Papilomavírus Humano pode causar até câncer de colo de útero — a quarta causa mais frequente de morte por câncer em mulheres no Brasill. Geralmente, o tipo de HPV que culmina o surgimento de verrugas não é cancerígeno. Esses condilomas acuminados não possuem padrão de aparecimento no corpo em relação à quantidade, tamanho e tipos. Embora sejam assintomáticas, podem causar coceira.

No Brasil, de acordo com pesquisa realizada pelo projeto POP-Brasil- Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Infecção pelo HPV, a prevalência estimada de HPV foi de 54,6%, sendo que 38,4% destes participantes apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer. A pesquisa foi realizada em 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal com 7.586 pessoas entrevistadas, sendo que 2.669 foram analisadas para tipagem de HPV. O estudo foi feito com jovens de 16 a 25 anos, sendo 5.812 mulheres e 1.774 homens. Continue lendo

CÂNCER DE TESTÍCULO: TIPOS

A maioria dos cânceres testiculares se desenvolve em homens com menos de 40 anos. É um dos cânceres mais comuns em jovens, se desenvolve em quase 8.000 homens a cada ano e causando cerca de 400 mortes. 

O câncer testicular é mais comum entre os jovens até 20-25 anos e é normalmente curável se houver tratamento adequado e nenhuma interrupção.

Os testículos são constituídos por vários tipos de células, e cada uma pode se desenvolver em um ou mais tipos de câncer. É importante distinguir estes tipos de cânceres, pois eles diferem na forma como serão tratados assim como no seu prognóstico.

Os principais tipos de câncer de testículo são: Continue lendo

SAÚDE MASCULINA

O mês de novembro é marcado como o mês do homem, para conscientizar a população masculina sobre a importância de exames preventivos no combate a problemas de saúde que atingem os homens, em especial o câncer de próstata. Esse é o objetivo do Novembro Azul.

De acordo com dados do IBGE, homens brasileiros vivem, em média, sete anos a menos que mulheres e apresentam maior incidência de certas doenças.

As doenças prevalentes em homens ou que só os afetam são: Continue lendo

12 AVANÇOS TECNOLÓGICOS NO COMBATE AO CÂNCER

Cores para destacar causas nobres durante um mês todo. Foi assim com os 30 dias de prevenção ao suicídio, no Setembro Amarelo, e agora temos o Outubro Rosa, que vem para nos lembrar da importância de se consultar, ficar sempre de olho na saúde e, claro, evitar os hábitos que podem levar aos diferentes casos de câncer.

E o que vem sendo feito na tecnologia para que um dia tenhamos menos casos, melhores tratamentos e armas para combater os tumores malignos?

Listamos abaixo 12 pesquisas e ferramentas que podem reduzir os números de mortes decorrentes desse problema no futuro. Continue lendo