NOVO MEDICAMENTO PARA CÂNCER DE MAMA

A Agência de Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a comercialização do medicamento Ibrance (palbociclibe), um tratamento inovador no combate ao câncer de mama avançado em mulheres do tipo estrogênio receptor positivo (ER+) e HER2-. Ou seja, tumores que crescem em resposta ao hormônio estrogênio e não estão relacionados à proteína HER2. Considerado um câncer muito comum entre o público feminino, há mais de dez anos não se ouvia falar em tratamentos inovadores para tratar esse tipo de tumor. Continue lendo

CÂNCER DE MAMA – CONHEÇA 7 SINTOMAS COMUNS AS MULHERES

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve “nos seios”. Todo câncer é caracterizado por um crescimento rápido e desordenado de células.

Quando as células adquirem características anormais, células dos lobos mamários, células produtoras de leite ou dos ductos por onde é drenado o leite, podem causar uma ou mais mutações no material genético da célula. Esta doença acontece quase exclusivamente em mulheres, porém existem casos de homens com câncer de mama também.

Algumas mutações possuem a capacidade de fazer com que uma célula apenas se divida, mas não tenha a capacidade de invadir outros tecidos, estes são chamados de tumores benignos ou não cancerosos. Continue lendo

MAMOGRAFIA: DÚVIDAS E RESPOSTAS

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de mama é o segundo tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil, com uma estimativa de 57 mil novos casos por ano.

A mamografia é um exame de imagem, podendo ser compreendida como um Raio X das mamas. É considerado padrão ouro para detecção precoce do câncer de mama.

No caso da mamografia digital, os raios X atravessam a mama e atingem um detector que os transmite a um computador – enquanto que no método tradicional a imagem é impressa em um filme. A vantagem do exame digital é a qualidade gerada, de altíssima definição, que permite melhor visualização de mínimas alterações.

A boa notícia para as pacientes com confirmação de câncer de mama, é que 95% dos casos diagnosticados precocemente têm possibilidade de cura. E, por isso, as campanhas do Outubro Rosa batem na tecla do diagnóstico precoce, que é feito por meio da mamografia O exame levanta uma série de questionamentos: qual é idade ideal para fazer? Dói? Quem tem silicone pode fazer? Continue lendo