SAÚDE MASCULINA

O mês de novembro é marcado como o mês do homem, para conscientizar a população masculina sobre a importância de exames preventivos no combate a problemas de saúde que atingem os homens, em especial o câncer de próstata. Esse é o objetivo do Novembro Azul.

De acordo com dados do IBGE, homens brasileiros vivem, em média, sete anos a menos que mulheres e apresentam maior incidência de certas doenças.

As doenças prevalentes em homens ou que só os afetam são:

Doenças cardiovasculares – infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral estão entre as principais causas de morte no Brasil. A maior incidência é entre os homens. Os fatores de risco incluem pressão alta, obesidade e alguns hábitos relacionados ao estilo de vida, como tabagismo e sedentarismo.

Câncer de pulmão – atinge duas vezes mais homens do que mulheres. Maior parte dos casos diagnosticados (90%) está associada ao hábito de fumar. Os principais sintomas são tosse, dor no tórax, escarros com sangue e falta de ar.

Câncer de próstata – é o segundo tipo de câncer mais comum entre homens. Quando diagnosticado no início, tem 90% de chances de cura. Mas, para isso, é preciso quebrar o tabu e realizar o exame de toque retal periodicamente a partir dos 40 anos.

Câncer de testículos – Apesar de raro (5% do total de casos de câncer entre os homens), preocupa porque a maior incidência é em homens em idade produtiva – entre 15 e 50 anos. É facilmente curado na fase inicial. Homens devem realizar todo mês o autoexame dos testículos para detectar possíveis nódulos, além de fazer consultas periódicas com um urologista.

Câncer de pênis – está relacionado a condições precárias de higiene com o órgão sexual. No Brasil, representa 2% de todos os casos de câncer no homem e é mais frequente nas regiões Norte e Nordeste.

Além de avaliações de rotina, é importante manter um estilo de vida saudável no combate a problemas de saúde.

 



Fonte:

Pfizer: https://www.pfizer.com.br/noticias/Saude-masculina-precisa-de-atencao

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *