PRINCIPAIS SINTOMAS DA PEDRA NA VESÍCULA

Cálculos Biliares

Os cálculos biliares são depósitos de material sólido (predominantemente de cristais de colesterol) na vesícula biliar.

A maioria dos distúrbios da vesícula biliar e dos dutos biliares é provocada por cálculos biliares. Os fatores de risco para cálculos biliares incluem o seguinte:

  • Sexo feminino
  • Idade avançada
  • Nativo-americano
  • Obesidade
  • Rápida perda de peso (como resultado de uma dieta muito baixa em calorias ou uma cirurgia para perda de peso)
  • Uma dieta ocidental típica
  • Um histórico familiar de cálculos biliares

Os cálculos na vesícula biliar (denominado colelitíase), às vezes, passam pelos dutos biliares ou podem se formar neles. Os cálculos nos dutos biliares são denominados coledocolitíase. Eles, às vezes, bloqueiam um duto biliar.

A maioria dos cálculos biliares não causa sintomas. Porém, se sintomas ou outros problemas ocorrerem, é necessário tratar. A cada ano, mais de meio milhão de pessoas nos Estados Unidos removem cirurgicamente a vesícula biliar.

 


SINTOMAS

Cerca de 80% das pessoas com cálculos biliares não apresentam sintomas por muitos anos, ou podem nunca tê-los, especialmente se eles permanecerem na vesícula biliar.

Os cálculos biliares podem provocar dor. A dor manifesta-se quando os cálculos passam da vesícula biliar para o duto cístico, canal colédoco ou ampola de Vater e bloqueiam o duto. Em seguida, a vesícula biliar incha, provocando uma dor denominada cólica biliar. A dor é sentida na parte superior do abdômen, geralmente no flanco direito, embaixo das costelas. Às vezes, a localização é difícil de identificar, especialmente em pessoas com diabetes e idosos. A dor normalmente aumenta de intensidade de 15 minutos a uma hora e permanece estável por até 12 horas. A dor é normalmente intensa o suficiente para que as pessoas procurem o pronto-socorro para se tratar. A dor acaba em 30 a 90 minutos, permanecendo um incômodo. As pessoas frequentemente sentem náuseas e vômitos.

Comer uma refeição pesada pode desencadear uma cólica biliar, quer a pessoa esteja comendo alimentos gordurosos ou não. Os cálculos biliares não causam eructação ou distensão. As náuseas ocorrem somente quando há cólica biliar.

Embora a maioria dos episódios de cólica biliar desapareça espontaneamente, a dor retorna em 20% a 40% das pessoas a cada ano, e podem ocorrer complicações. Entre os episódios, as pessoas sentem-se bem.

Se o bloqueio persistir, a vesícula biliar torna-se inflamada (um quadro clínico denominado colecistite aguda). Quando a vesícula biliar estiver inflamada, as bactérias se desenvolverão, podendo ocorrer infecção. A inflamação normalmente provoca febre.

 


SOLUÇÕES PARA O QUADRO

Os cálculos biliares que não provocam sintomas (cálculos biliares assintomáticos) não requerem tratamento. Se os cálculos biliares provocarem dor, alterar a dieta (por exemplo, para uma dieta hipolipídica) não ajuda.

Algumas alternativas podem ser:

  • Cirurgia para remoção da vesícula biliar (colecistectomia)
  • Algumas vezes medicamentos para dissolver cálculos biliares
  • Algumas vezes a remoção de cálculos biliares por colangiopancreatografia retrógrada endoscópica


FONTE:

– MSD Manuals, Versão saúde da Família [Cálculos Biliares]. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7as-hep%C3%A1ticas-e-da-ves%C3%ADcula-biliar/dist%C3%BArbios-da-ves%C3%ADcula-biliar-e-dutos-biliares/c%C3%A1lculos-biliares

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *