POSSÍVEL SINTOMA INICIAL DA DOENÇA DE ALZHEIMER É ABORDADO EM ESTUDO

A doença de Alzheimer poderá ser diagnosticada de forma ainda mais precoce através da observação de eventuais rupturas na barreira hematoencefálica (BHE) que protege o sistema nervoso central, sugere um novo estudo publicado na revista “Nature Neuroscience”.

A hipótese foi avançada pelo neurocientista Berislav Zlokovic, da Faculdade de Medicina Keck da Universidade da Califórnia do Sul, nos Estados Unidos, que considera fundamental perceber o primeiro passo no desenvolvimento da doença de Alzheimer para que seja possível combatê-la de forma mais precoce e eficaz.

Segundo o cientista, quanto mais cedo a doença neurodegenerativa for detectada, melhor será a possibilidade de a travar ou desacelerar, embora se saiba que a doença não tem cura.

A incapacidade cognitiva e a acumulação no cérebro das proteínas anormais amiloide e tau são aquilo em que atualmente nos baseamos para diagnosticar a doença de Alzheimer, mas pode-se observar quebras na barreira hematoencefálica e alterações na corrente sanguínea cerebral muito antes disso”, comenta Berislav Zlokovic num comunicado da referida universidade.

“Isto demonstra a razão pela qual os vasos sanguíneos saudáveis são tão importantes para o funcionamento normal do cérebro”, acrescentou o cientista.

A barreira hematoencefálica consiste num sistema de filtração que deixa passar substâncias benéficas para o cérebro (glicose, aminoácidos e outras) e impede a passagem de substâncias nocivas como bactérias ou vírus. Este sistema é composto essencialmente por células do endotélio que reveste as centenas de quilômetros de artérias, veias e vasos capilares que alimentam o cérebro.

Rupturas nesta rede podem permitir a passagem da proteína amiloide para o cérebro, que adere aos neurônios, e desencadeia a acumulação de mais proteína, causando eventualmente a morte dos neurônios.

Os investigadores explicaram que é possível detectar rupturas na BHE através de uma substância de contraste em exames de ressonância magnética.

 



Créditos:

SapoLifeStyle

https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/descoberto-possivel-sintoma-inicial-da-doenca-de-alzheimer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *