POR QUE SOMENTE O EXAME DE PSA NÃO CONFIRMA SE O HOMEM TEM CÂNCER?

O exame PSA, na sigla inglesa: Prostate Specific Antigen (Antígeno Prostático Específico), é uma substância produzida pela célula prostática, na próstata, que é eliminado para a luz da glândula e que tem a função de liquefazer o sêmen após a ejaculação.

O líquido seminal ejaculado provém da glândula prostática, das vesículas seminais (que se encontram atrás e para cima da próstata) e menos de 1% por espermatozoides, que vêm dos testículos e epidídimos pelo ductos deferentes).

A maior parte do PSA vem do sêmen, mas uma pequena quantidade pode ser encontrada no sangue. Na verdade, o que ocorre é um refluxo do PSA para o sangue que deveria ir para a luz da glândula, e isto acontece quando há alguma lesão na parede da célula prostática provocada, por exemplo, por trauma, inflamação, infecção, proliferação benigna da próstata, conhecida por hiperplasia benigna da próstata ou pelo próprio câncer.

Assim, qualquer lesão da membrana da célula prostática pode causar escape do PSA de dentro da célula para o sangue, mesmo que transitoriamente.

Com essa finalidade, se faz a coleta do sangue e se mede a quantidade de PSA existente a fim de verificar se há alguma possível anormalidade na próstata do paciente examinado ou para acompanhamento/tratamento ou doença já em andamento.

Geralmente, os indivíduos saudáveis têm valores de PSA total inferiores a 4 ng/ml, porém este valor pode estar alterado ou estar ligeiramente aumentado com a idade, com a origem do indivíduo e com o laboratório onde a análise foi feita e, não significa em todos os casos que o indivíduo tem valores acima do mencionado, sejam de câncer de próstata.

É importante salientar que em caso de câncer na próstata, o valor de PSA também pode permanecer normal e, por isso, a suspeita de câncer deve ser sempre confirmada com outros exames de diagnóstico, como toque retal, ressonância magnética e biópsia.

Na visão dos profissionais de saúde, na maioria dos casos, quanto mais elevado for o valor de PSA total, maior é suspeita de câncer de próstata e, por isso, quando o valor é superior a 10 ng/ml as chances de estar desenvolvendo câncer de próstata é de 50%. O valor de PSA pode variar com a etnia, idade e com o laboratório onde o exame é feito.

Idade   Valores Normais para indivíduos brancos Valores Normais para indivíduos negros Valores Normais para indivíduos amarelos
40 a 49     anos de 0,0 até 2,5 ng/ml e 0,0 até 2 ng/ml de 0,0 até 2 ng/ml
50 a 59 anos de 0,0 até 3,5 ng/ml de 0,0 até 4 ng/ml de 0,0 até 3 ng/ml
60 a 69 anos de 0,0 até 4,5 ng/ml de 0,0 até 4,5 ng/ml de 0,0 até 4 ng/ml
70 a 79 anos de 0,0 até 6,5 ng/ml de 0,0 até 5,5 ng/ml de 0,0 até 5 ng/ml

Por outro lado, em alguns casos, o indivíduo com um PSA de 2 ng/ml e com nódulos no toque retal tem maior risco de ter câncer de próstata do que o indivíduo que apresenta apenas o valor mais elevado sem alterações no toque retal e, em doentes jovens, geralmente o valor normal limite de 2,5g/ml.

Com tudo o exame de PSA nunca poderá ser considerado o exame confirmatório para a presença de câncer ou outra doença prostática.

 



Com informações de:

Minha Saúde

Tua Saúde

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *