PESQUISA COM VACINA DE CÉLULAS-TRONCO PARA TRATAR O CÂNCER

Uma vacina feita com células-tronco derivadas do próprio paciente pode se tornar mais uma poderosa arma no arsenal dos médicos na luta contra o câncer.

Experimento realizado por cientistas da Universidade de Stanford, nos EUA, com camundongos revelou que a técnica conseguiu barrar ou frear o desenvolvimento de tumores de mama, pulmão e pele nos animais, numa chamada “prova de conceito” que mostrou seu potencial para o tratamento e controle da doença no futuro.

Células-tronco são capazes de se transformarem em células de qualquer tecido do corpo e, para isso, se reproduzem muito rápido. Característica que é compartilhada pelas células cancerosas, cuja reprodução descontrolada forma os tumores sólidos. Assim, umas e outras também apresentam estruturas moleculares semelhantes na sua superfície que podem provocar uma reação do sistema imunológico, conhecidas como antígenos. Continue lendo

PÍLULA DO DIA SEGUINTE – CONTRAINDICAÇÕES

LEVONORGESTREL

A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo de emergência, usado apenas quando método contraceptivo habitual falha ou é esquecido. Ela é composta pelo Levonorgestrel 0,75 mg, um hormônio sintético que funciona ao dificultar a gravidez com a inibir a ovulação e impedir a fertilização do óvulo pelo espermatozóide.

Ela pode ser usada até 5 dias após o contato íntimo, entretanto, a sua eficácia diminui à medida que os dias passam, sendo recomendado o seu uso logo nas primeiras 24 horas. Após tomar a pílula do dia seguinte a menstruação costuma vir dentro de um período de 1 a 3 semanas, e pode ficar mais escura que o normal e vir em maior quantidade porque este medicamento tem uma alta concentração hormonal.

Este medicamento é destinado à profilaxia de gravidez, após uma relação sexual sem proteção por método contraceptivo, ou quando há suspeita de falha do método anticoncepcional rotineiramente utilizado. Continue lendo

RESSACA – TEM COMO EVITAR?

Uma ressaca é um conjunto de sinais e sintomas desagradáveis que normalmente se desenvolvem depois que uma pessoa tenha bebido muito álcool. Ressacas frequentes também estão associadas a um mau desempenho geral e a conflitos no trabalho. Como regra, quanto mais álcool a pessoa beber, mais provável é que tenha uma ressaca no dia seguinte.

As ressacas são causadas quando a pessoa ingere uma quantidade excessiva de álcool. As doses da bebida alcoólica necessárias para desencadear uma ressaca são muito variáveis de uma pessoa para outra. Para alguns, pouca bebida já é o bastante para ter uma ressaca, enquanto outras podem beber pesadamente e escapar dela.

Qualquer pessoa pode experimentar uma ressaca, mas alguns fatores podem tornar as pessoas mais susceptíveis a tê-las: (1) variação genética; (2) beber com o estômago vazio; (3) associação do álcool com o fumo ou outras drogas; (4) não ter dormido bem; (5) ter história familiar de alcoolismo; (6) ingerir bebidas alcoólicas de cor mais escura. Continue lendo

VÍRUS DA FEBRE AMARELA DETECTADO PELA 1ª VEZ EM URINA E SÊMEN DE PACIENTE

Um grupo de cientistas brasileiros conseguiu detectar o RNA do vírus da febre amarela – isto é, seu material genético – na urina e no sêmen de um paciente com a doença. De acordo com os autores da nova pesquisa, a descoberta poderá ser útil para aprimorar os testes diagnósticos da doença.

O RNA do vírus é normalmente detectado no sangue de pacientes infectados, mas até agora não havia sido observado no sêmen e na urina. A nova pesquisa teve seus resultados publicados na “Infectious Diseases”, revista científica dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do governo dos Estados Unidos.

“Nossos resultados sugerem que o sêmen pode ser um material clínico útil para o diagnóstico da febre amarela e indica a necessidade de realizar testes de urina e coletar amostras de sêmen de pacientes com a doença em estágio avançado”, diz o artigo. Continue lendo

ÁLCOOL E MEDICAMENTOS – PERIGO REAL

O consumo de álcool per capita no Brasil  chegou a 8,9 litros em 2016 e superou a média internacional, de 6,4 litros por pessoa. Com isso, o País figura na 49.ª posição do ranking entre os 193 avaliados. Os dados foram divulgados ontem pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A OMS não vê o consumo do álcool em si como um problema, mas considera que o uso excessivo e a falta de controle em certas situações podem se transformar em ameaça.

Associada a essa situação temos uma alta crescente do uso de medicamentos no Brasil, este que em 2016 chegou à marca de 4,5 bilhões de medicamentos vendidos no Brasil, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA . Continue lendo

HOMEOPATÍA E A FEBRE AMARELA: ESCLARECIMENTOS

A vacina contra a febre amarela é preparada a partir do vírus vivo atenuado e produzida no Brasil. Sua imunidade ocorre dez dias após a aplicação, conferindo imunidade, segundo a OMS, por toda a vida.

O emprego da homeopatia no caso da febre amarela consiste na indicação de medicamentos homeopáticos que auxiliam na profilaxia e tratamento dos sintomas. A vacinação estabelecida conforme as diretrizes do Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, é a medida mais importante para a prevenção e o controle da doença.

Desde a criação da homeopatia pelo médico alemão Dr. Samuel Hahnemann, essa terapêutica vem atuando em epidemias, e há relatos históricos documentados que demonstram resultados e benefícios bastante significativos.

Continue lendo

NOVO MEDICAMENTO PARA CÂNCER DE MAMA

A Agência de Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a comercialização do medicamento Ibrance (palbociclibe), um tratamento inovador no combate ao câncer de mama avançado em mulheres do tipo estrogênio receptor positivo (ER+) e HER2-. Ou seja, tumores que crescem em resposta ao hormônio estrogênio e não estão relacionados à proteína HER2. Considerado um câncer muito comum entre o público feminino, há mais de dez anos não se ouvia falar em tratamentos inovadores para tratar esse tipo de tumor. Continue lendo