VACINAS PARA OS ADULTOS

Falar sobre vacinas já remete a vacinação das crianças, pela qual se busca obter imunidade contra agentes de doenças que o organismo não estaria preparado para combater.

No entanto, não é só na infância que as vacinas se fazem necessárias. Jovens, adultos e especialmente pessoas mais velhas precisam estar em dia com o programa de vacinação.

Nem todas as vacinas que você tomou na infância vão conseguir protegê-lo durante toda a vida. De tempos em tempos é preciso um reforço para manter a própria proteção e a de quem estiver próximo. Além disso, novas vacinas “blindam” contra doenças até então sem imunização específica.

Veja abaixo quais são as principais vacinas que constam no programa de vacinação brasileiro da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Continue lendo

CONTRAINDICAÇÕES DA PrEP

A Profilaxia Pré-Esposição (PrEP) é a utilização de medicamentos antirretrovirais, antes da exposição ao HIV, por pessoas não infectadas e que tenham chances aumentadas de contato com o vírus, como forma de prevenção.

  1. Pré • Antes
  2. Exposição • Atividade que pode levar à infecção por HIV
  3. Profilaxia • Prevenção

A medicação mais utilizado no mundo e no Brasil como PrEP é o medicamento Truvada®, que consiste em:

– Tenofovir associado a Entricitabina, em dose fixa combinada TDF/FTC 300/200mg, um comprimido por dia, via oral, em uso contínuo. Continue lendo

O QUE É O CITOMEGALOVÍRUS?

Os citomegalovírus (CMV) são herpevírus com alta especificidade com relação ao hospedeiro. É um vírus que pode causas infecção no homem, no macaco e nos roedores. O citomegalovírus pertence à mesma família dos vírus da catapora, herpes simples, herpes genital e herpes zóster.

O citomegalovírus é um vírus comum que pode infectar qualquer pessoa e que permanece latente no corpo por toda a vida, só causando sintomas em situações em que o sistema imunológico encontra-se debilitado. Nesse sentido, comporta-se como o vírus da herpes.

A infecção por citomegalovírus pode levar à aparição de células gigantes que apresentam inclusões intranucleares, chegando ao desenvolvimento de tumores benignos e malignos. Continue lendo

ESTIRAMENTO MUSCULAR

O estiramento muscular é uma lesão indireta que se caracteriza pelo alongamento excessivo das fibras musculares, ou alongamento além dos limites normais, também chamados de fisiológicos.

Esta lesão é uma das mais frequentes nos esportes em geral, e acarreta modificações significativas nos hábitos de treinamento e competição dos praticantes.

Apesar de ser uma lesão muito comum em praticantes de esportes, durante a atividade física, esta lesão pode acometer qualquer pessoa, durante o dia a dia. Continue lendo

ANEMIA NA GESTAÇÃO

A anemia é a condição na qual o número de células vermelhas do sangue e a sua capacidade de transporte de oxigênio são insuficientes para atender às necessidades fisiológicas, que variam de acordo com idade, sexo, altura, fumo e gravidez.

A frequência de anemia durante a gravidez dependerá, principalmente, dos níveis de ferro pré-existentes e da suplementação pré-natal.

Em países desenvolvidos, a diminuição dos níveis de ferro no sangue raramente é grave, principalmente em mulheres que mantêm uma dieta adequada.

Nos países em desenvolvimento, a quantidade de ferro e folato obtida na alimentação pode não atender às demandas adicionais impostas às reservas maternas de ferro pelo feto em crescimento, pela placenta e pelo aumento da massa de hemácias materna. Continue lendo

SARNA EM HUMANOS – ESCABIOSE

A sarna é uma infestação de ácaros na pele que provoca pequenas pústulas vermelhas e coceira intensa.

A sarna é provocada pelo ácaro Sarcoptes scabiei. As infestações ocorrem no mundo inteiro. A fêmea do ácaro cava túneis na camada superficial da pele e deposita os ovos em covas. Os ácaros jovens (larvas) chocam em poucos dias. A infestação provoca uma coceira intensa, possivelmente devido a uma reação alérgica aos ácaros.

Os ácaros são seres microscópicos de oito patas, da classe dos aracnídeos. O Sarcoptes scabiei tem um tamanho médio de 0,3 milímetros, que é basicamente o limite do que o olho humano nu consegue ver. Continue lendo

PAROXETINA – CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS

A substância Paroxetina é um potente antidepressivo inibidor seletivo da recaptação de serotonina (ISRS). Além dos transtornos depressivos a paroxetina pode ser empregada nos distúrbios que, supostamente, há uma influência serotoninégica como no Transtorno obsessivo-compulsivo e Transtornos de pânico, por exemplo.

Esta substância foi aprovada pela (Food and Drug Administration) FDA em dezembro de 1992.

A paroxetina, um derivado da fenilpiperidina, foi originalmente desenvolvida em 1975 por Jorgen Buus-Lassen e associados. trabalhando em uma pequena empresa dinamarquesa, ferrosan. A paroxetina foi o segundo ISRS sintetizado por Buus-Lassen. Em 1975, cientistas dinamarqueses haviam produzido femoxetina, que tinha uma desvantagem em comparação à paroxetina – a femoxetina necessitava de doses muito altas, entre 300 e 600 mg por dia. No entanto, nos ensaios clínicos, a femoxetina revelou-se mais eficaz do que a paroxetina. Continue lendo