REAÇÃO DO ORGANISMO AO CALOR EXCESSIVO

A temperatura normal do corpo humano é de 36,5 graus Celsius, mas algumas pessoas podem suportar uma queda de mais de 20 graus. Porém, um aumento da temperatura corporal de apenas cinco graus é, invariavelmente, fatal. Ambientes quentes e úmidos não só parecem terríveis, como são de fato perigosos.

O calor provoca vasodilatação, o que pode causar queda da pressão arterial e provocar mal-estar, sonolência e desânimo.

Quando a temperatura externa é superior à do corpo, o único meio de perder calor é suar. Temos cerca de 3 milhões de glândulas sudoríparas (metade na pele do tórax e das costas). A testa e a palma das mãos também têm grande concentração. As mulheres só produzem aproximadamente a metade do suor dos homens. Idosos correm mais risco porque suam menos.

As células do cérebro são extremamente sensíveis ao calor. Se a temperatura corporal chegar a 42 graus Celsius (a normal é de cerca de 36,5 °C), elas começam a morrer. Continue lendo

HIV: CARGA VIRAL

A quantidade de HIV no sangue (especificamente o número de cópias de RNA do HIV) chama-se carga viral.

A carga viral representa a rapidez com que o HIV se está reproduzindo. Quando as pessoas são infectadas, a carga viral aumenta rapidamente. Em seguida, depois de cerca de três a seis meses, mesmo sem tratamento, ela cai para um nível mais baixo, o qual permanece constante, chamado de ponto de regulação. Este nível varia amplamente de pessoa a pessoa, de apenas algumas centenas a mais de um milhão de cópias por microlitro de sangue.

A carga viral também indica

  • O quanto a infecção é contagiosa
  • Com que rapidez a contagem de CD4 tem probabilidade de diminuir
  • Com que rapidez os sintomas têm probabilidade de surgir

Continue lendo

DEPRESSÃO ATÍPICA

A depressão é uma doença mental caracterizada por sentimentos de profunda tristeza e falta de interesse em atividades. É um estado de desânimo persistente que afeta a capacidade de funcionar e apreciar diferentes aspectos da vida

A depressão atípica é a depressão com períodos de melhor humor em resposta a eventos positivos. A variedade atípica também apresenta alguns sintomas que geralmente não são encontrados na depressão.

A causa da depressão atípica é desconhecida, mas é provavelmente devido a mudanças na química do cérebro. É provavelmente o resultado de uma combinação de fatores genéticos e ambientais.

Embora a causa exata da depressão não tenha sido claramente estabelecida, existem vários fatores relacionados à depressão atípica, como os seguintes: Continue lendo

TRIANCINOLONA

A Triancinolona é encontrada comumente na forma acetonida (Triancinolona acetonida), com forma comercial em pomada oralbase, creme e gel, porém também é encontrada em forma farmacêutica injetável e Spray. Pode ser um medicamento como triancinolona sendo o único fármaco do composto ou em associações.

A triancinolona acetonida é um corticosteroide sintético, usando de forma tópica para tratamento de dermatopatias e alívio de desconfortos ulcerativos bucais. A forma injetável é usada para tratar alergias, artrite, doenças oculares, problemas intestinais e doenças da pele.

Este medicamento possui ação antinflamatória atuando no alívio temporário de sintomas associados com lesões inflamatórias orais e lesões ulcerativas resultantes de trauma. Continue lendo

ALCOOLISMO

O alcoolismo é a incapacidade de controlar a ingestão de álcool devido a dependência física e emocional. Pode ser também definido como um termo amplo para descrever qualquer consumo de álcool que cause problemas de saúde físicos ou mentais.

O alcoolismo é caracterizado pela vontade incontrolável de beber, falta de controle ao tentar parar a ingestão, tolerância ao álcool (doses cada vez maiores para sentir os efeitos da bebida) e dependência física, que se manifesta com sintomas físicos e psíquicos nas situações de abstinência alcoólica.

O diagnóstico de alcoolismo não tem relação com o tipo e quantidade da substância ingerida pela pessoa, mas sim à capacidade em controlar o consumo de bebida. Continue lendo

TORÇÃO TESTICULAR

A torção testicular é uma emergência urológica resultante da torção do testículo no cordão espermático, causando uma constrição no suprimento vascular e isquemia tempo dependente e/ou necrose do tecido testicular.

A torção testicular pode ocorrer em qualquer época da vida do homem, mas ela tem duas fases de maior pico: período neonatal e durante a puberdade. A incidência estimada é de 1 caso para cada 4000 homens com menos de 25 anos de idade. Cerca de 65% dos casos ocorrem entre os 12 e 18 anos.

A torção é mais comum entre as idades de 12 e 18 anos, com um pico secundário na infância. É pouco comum após os 30 anos. É mais comum no testículo esquerdo.

A torção do testículo é um emergência porque se não for revertida rapidamente, há risco de necrose e necessidade de remoção do testículo. Por outro lado, se o problema for rapidamente diagnosticado e tratado, é possível reverter a isquemia antes que haja maiores danos ao testículo. Continue lendo

O QUE É O ACÚFENO?

O acúfeno consiste num som que tem origem no ouvido e não no ambiente. O zumbido é um sintoma e não uma doença específica. O acúfeno é muito comum – 10 a 15% das pessoas padecem de algum grau de zumbido.

O ruído, ouvido pelas pessoas com acúfeno, pode apresentar-se sob a forma de zumbido, tinido, crepitação, apito ou sibilo e geralmente é associado à perda de audição. Algumas pessoas ouvem sons mais complexos, que podem ser diferentes a cada momento. Esses sons são mais evidentes num ambiente tranquilo ou quando a pessoa não está concentrada em outra coisa. Dessa forma, o zumbido tende a incomodar mais quando a pessoa tenta adormecer. Entretanto, a experiência do acúfeno é altamente individual.

Algumas pessoas ficam muito perturbadas com os sintomas, enquanto outras acham-nos perfeitamente suportáveis. Continue lendo