MYCOPLASMA GENITALIUM (DST/IST)

Os Micoplasmas pertencem à classe dos Mollicutes, procariotos caracterizados pela ausência de parede celular. Esses microrganismos têm sido associados a infecções do trato genital alto e baixo com implicações como uretrites, cervicites, doença inflamatória pélvica, prostatites, epididimites, infertilidade no homem e na mulher, abortos e partos pré-maturos, bem como mortalidade neonatal e mais recentemente, câncer de prostata.

A bactéria Mycoplasma genitalium é uma causa comum de uretrite no homem e de cervicite na mulher, sendo recentemente reconhecida como uma IST.

É uma bactéria que vive nas células epiteliais e ciliadas dos tratos genitais e epiteliais dos primatas. É transmitida através do contato sexual, especificamente por contato com secreções, saliva e epitélio.


SINTOMAS

A infecção por Mycoplasma gelitalium nem sempre é sintomatática , porém ela pode causar corrimento no pênis nos homens e sangramento fora do período menstrual, normalmente após o contato íntimo, nas mulheres.

Podem surgir alguns sintomas uma semana após a transmissão. No homem os sintomas mais comuns são dor ou ardor ao urinar, corrimento uretral e dor ou inchaço nas articulações. Nas mulheres o sintoma mais frequente é o corrimento vaginal, contudo estas podem referir dores durante o ato sexual, prurido vaginal e desconforto pélvico.

Em homens, a infecção por Mycoplasma genitalium normalmente causa inflamação da uretra, que é o canal por onde passa a urina. No entanto, quando não tratada, a infecção pode agravar e levar a inflamação nos testículos e na próstata.

Em mulheres, essa infecção causa inflamação do útero e do colo do útero, e quando não tratada pode aumentar o risco de complicações como parto prematuro e infertilidade.


TRATAMENTO

O tratamento dessa doença é feito através do uso de antibióticos para eliminar a bactéria, que devem ser tomados tanto pela pessoa infectada quanto pelo seu companheiro. Durante o tratamento, deve-se evitar o contato íntimo para garantir que uma nova infecção não irá acontecer.

É importante lembrar que os sintomas de dor ao urinar ou ao ter relações íntimas também podem indicar outras doenças /infecções sexualmente transmissíveis.

 



 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *