HEMORROIDAS INTERNAS – INFORMAÇÕES

Hemorroidas é o nome dado a este conjunto de vasos que fica na região do canal anal. São veias que podem ficar  inchadas e inflamadas no reto e no ânus que causam desconforto e sangramento. O que é popularmente conhecido como hemorroida é, na verdade, chamado em medicina de doença hemorroidária.

A hemorroida interna é caracterizada pelo inchaço e inflamação das veias que ficam localizadas no reto e que passam a ser observadas no canal anal. A hemorroida interna é classificada em 4 categorias distintas de acordo com o grau de sua condição:

>> Grau 1: Hemorroidas que não podem ser vistas por fora do ânus.

>> Grau 2: hemorroidas maiores que podem vir para fora do ânus, às vezes ao passar as fezes, mas depois voltam para dentro por conta própria.

>> Grau 3: Hemorroidas que saem do ânus ao passar fezes ou com a prática de atividade física e não retornam por conta própria.

>> Grau 4: Hemorroidas que estão sempre fora do ânus, e não podem mais ser empurradas para dentro. Um pouco do forro anal também pode sair do ânus, que é conhecido como prolapso retal.

Quando acometido pelo surgimento de hemorroida interna, o paciente passa a apresentar alguns sintomas clássicos. Entre eles estão o surgimento de sangue nas fezes juntamente com marcas vermelhas no papel higiênico após defecação, prurido na região anal, dificuldade para defecar seguida de dor intensa, presença de um líquido esbranquiçado no ânus, bem como saliências (em forma de nódulos) incômodas nesse mesmo local.

Embora as pessoas pensem que qualquer dor anal durante o uso do banheiro é causado pelas hemorroidas; há uma série de outros transtornos anorretais que podem causar sintomas similares, incluindo doenças dermatológicas, fissura, doenças sexualmente transmissíveis, verrugas, HIV, infecções e úlceras inflamatórias.

Estas condições devem ser descartadas pelo seu médico, que irá indicar o melhor tratamento.


TRATAMENTO

O único profissional que pode melhor tratar os casos de hemorroida interna é o proctologista. No entanto, é sabido que a adoção de alguns hábitos simples pode auxiliar no tratamento da condição, como por exemplo, o seguimento de uma dieta rica em fonte de fibras e o consumo de ao menos 2 litros de água por dia, higiene adequada e cuidados adequados na prática do sexo anal. Quando tais ações não se tornam suficientes para tratar e até mesmo curar a hemorroida interna, o médico pode acabar optando por uma das seguintes alternativas:

  • Prescrição de analgésicos para a dor causada pelo inchaço da veia
  • Prescrição de antinflamatórios para reverter a inflamação da veia
  • Aplicação de pomadas tópicas com efeito analgésico e humectante
  • Recomendação de banhos de assento

Quando nenhuma das opções acima se demonstra eficaz, pode se tornar necessário recorrer aos tratamentos alternativos que não necessitam de internação e que podem ser feitas no próprio consultório do profissional de saúde. Os procedimentos variam, sendo que as alternativas mais utilizadas atualmente são:

  • Ligadura elástica: Nada mais é do que a aspiração da veia inflamada por meio de uma ligadura seguida da colocação de um elástico. Em torno de 4 a 7 dias após o procedimento, a hemorroida cede e cai. Em alguns episódios, o paciente precisa se submeter ao procedimento mais de uma vez.
  • Escleroterapia: o médico realiza a injeção de uma substância esclerosante no interior da hemorroida para que a mesma seja eliminada através do ânus. Tal substância incita e cicatrização e coagulação do sangue presente na veia saliente, acelerante o processo de recuperação do paciente.
  • Fotocoagulação com infravermelhos: um raio infravermelho é apontado para a hemorroida, realizando o impedimento do fluxo de sangue até que a veia morra.

Em casos mais sérios, mediante a aprovação e indicação do proctologista, o paciente pode necessitar de intervenção cirúrgica. Isso é mais comum para hemorroida grau IV, quando a veia já está exposta e não consegue regredir sozinha para dentro do reto. Caberá ao médico avaliar cada caso para optar pela remoção total da hemorroida ou pela sua recolocação e colagem na parede anal. O paciente passa por anestesia e um tempo médio de internação de mais ou menos 2 dias. É válido lembrar que a cirurgia para proporcionar a solução de um caso de hemorroida se aplica mediante diagnóstico qualificado do proctologista, sendo que nem todos os casos são passíveis desse tipo de intervenção. A cirurgia é mais indicada para pacientes que sofrem com dor, desconforto, sangramentos recorrentes, coceira intensa e diminuição da qualidade de vida em decorrência desses sintomas.

 



Com informações de: 100hemorroidas.net

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *