O QUE É O ACÚFENO?

O acúfeno consiste num som que tem origem no ouvido e não no ambiente. O zumbido é um sintoma e não uma doença específica. O acúfeno é muito comum – 10 a 15% das pessoas padecem de algum grau de zumbido.

O ruído, ouvido pelas pessoas com acúfeno, pode apresentar-se sob a forma de zumbido, tinido, crepitação, apito ou sibilo e geralmente é associado à perda de audição. Algumas pessoas ouvem sons mais complexos, que podem ser diferentes a cada momento. Esses sons são mais evidentes num ambiente tranquilo ou quando a pessoa não está concentrada em outra coisa. Dessa forma, o zumbido tende a incomodar mais quando a pessoa tenta adormecer. Entretanto, a experiência do acúfeno é altamente individual.

Algumas pessoas ficam muito perturbadas com os sintomas, enquanto outras acham-nos perfeitamente suportáveis. Continue lendo

GENGIVITE DEVIDO À PLACA DENTAL

A gengivite é a inflamação da margem gengival que pode progredir e afetar os ossos que permeiam e suportam os dentes. 

A causa direta da doença é a placa – uma película viscosa e incolor de bactérias que se forma, de maneira constante, nos dentes e na gengiva.

Se a placa não for removida pela escovação e uso de fio dental diários, ela produz toxinas (ácidos) que irritam a mucosa da gengiva causando a gengivite. Neste estágio inicial da doença gengival, os danos podem ser revertidos, uma vez que o osso e o tecido conjuntivo que segura os dentes no lugar ainda não foram atingidos. Entretanto, se a gengivite não for tratada, ela pode evoluir para uma periodontite e causar danos permanentes aos dentes. Continue lendo

PRINCIPAIS SINTOMAS DA PEDRA NA VESÍCULA

Cálculos Biliares

Os cálculos biliares são depósitos de material sólido (predominantemente de cristais de colesterol) na vesícula biliar.

A maioria dos distúrbios da vesícula biliar e dos dutos biliares é provocada por cálculos biliares. Os fatores de risco para cálculos biliares incluem o seguinte:

  • Sexo feminino
  • Idade avançada
  • Nativo-americano
  • Obesidade
  • Rápida perda de peso (como resultado de uma dieta muito baixa em calorias ou uma cirurgia para perda de peso)
  • Uma dieta ocidental típica
  • Um histórico familiar de cálculos biliares

Os cálculos na vesícula biliar (denominado colelitíase), às vezes, passam pelos dutos biliares ou podem se formar neles. Os cálculos nos dutos biliares são denominados coledocolitíase. Eles, às vezes, bloqueiam um duto biliar. Continue lendo

DONOVANOSE: GRANULOMA INGUINAL

A Donovanose é causada pela bactéria Klebsiella granulomatis. É uma IST crônica progressiva que acomete preferencialmente a pele e mucosas das regiões da genitália, da virilha e do ânus.

É caracterizada por causar úlceras e destruir a pele infectada. É pouco frequente, ocorrendo na maioria das vezes em climas tropicais e subtropicais.

É uma doença também chamada de Granuloma Inguinal que no Brasil é mais frequente no Norte e em pessoas com baixo nível socioeconômico e higiênico.

É uma IST extremamente rara em países desenvolvidos, mas ainda ocorre em Papua Nova Guiné, Austrália, África do Sul, Caribe e em partes do Brasil e da Índia. Continue lendo

FENILCETONÚRIA – O QUE É?

Fenilcetonúria (PKU) é uma doença congênita, genética e bem rara, na qual a pessoa nasce sem a capacidade de quebrar adequadamente moléculas de um aminoácido chamado fenilalanina. Uma pessoa com Fenilcetonúria nasce com a atividade prejudicada da enzima que processa fenilalanina em tirosina.

A doença é causada por uma mutação genética. É uma doença genética onde o pai e a mãe devem passar o gene defeituoso para que o bebê apresente a doença.

Os bebês com fenilcetonúria não possuem uma enzima chamada fenilalanina hidroxilase, necessária para quebrar fenilalanina, um aminoácido importante, pois é parte integral de todas as proteínas do nosso corpo. Continue lendo

CERATOCONE

O ceratocone é uma doença ocular que consiste numa alteração progressiva do formato da córnea (a camada transparente em frente da íris e da pupila), que a torna irregular e com a forma de um cone, o que piora a visão.

A doença geralmente começa entre os 10 e 25 anos de idade. Os dois olhos são sempre afetados, causando importantes alterações na visão e exigindo frequentes mudanças na prescrição de óculos ou lentes de contato em muitas pessoas. A causa é desconhecida mas as pessoas são mais propensas a contrair o ceratocone se tiverem um dos seguintes fatores: Continue lendo

O HIV É UM RETROVÍRUS?

O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é um retrovírus, um tipo de vírus que, como muitos outros, armazena suas informações genéticas como RNA e não como DNA (a maioria dos outros seres vivos usa DNA).

Quando o HIV entra em uma célula humana, ele libera o seu RNA, e uma enzima chamada transcriptase reversa faz uma cópia do DNA do RNA do HIV. O DNA do HIV resultante é integrado no DNA da célula infectada. Este processo é o reverso daquele usado pelas células humanas, que fazem uma cópia de RNA do DNA. Assim, o HIV é chamado um retrovírus, como referência ao processo reverso (para trás).

Outros vírus de RNA (como o da poliomielite, da gripe ou do sarampo), ao contrário dos retrovírus, não fazem cópias do DNA após invadirem as células. Eles simplesmente fazem cópias de RNA do seu RNA original.

Cada vez que a célula infectada pelo HIV se divide, ela faz uma nova cópia do DNA do HIV integrado, assim como seus próprios genes. A cópia do DNA do HIV é

·         Inativa (latente): o vírus está presente, mas não causa danos.

·         Ativada: o vírus assume as funções da célula infectada, fazendo com que esta produza e libere muitas cópias novas do HIV que acabam por invadir outras células.

Continue lendo