CIFOSE

A cifose é uma curvatura anormal da coluna vertebral que causa uma corcunda.

A parte superior das costas normalmente se curva um pouco para frente. Algumas crianças apresentam um maior grau de curvatura. A curvatura excessiva pode ser

  • Flexível
  • Fixa (estrutural)

cifose flexível, as crianças conseguem endireitar a coluna vertebral contraindo os músculos e as vértebras são normais. A causa é desconhecida. Exercícios de fortalecimento muscular podem ajudar, mas nenhum outro tratamento específico é necessário. Continue lendo

RENAME – O QUE É?

RENAME, ou Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, é uma lista de fármacos com o intuito de atender as necessidades básicas da população. Esse documento rege o atendimento farmacológico do SUS e trata-se da base para orientação e abastecimento da rede pública de saúde dessas substâncias.

Em teoria, os itens constantes nessa lista não podem faltar na rede de saúde, ou então precisam dispor de preços mais acessíveis à população. Além disso, devem ser prescritos conforme as regras contidas nessa lista.

O RENAME tem como base a Lista de Medicamentos Essenciais da OMS, adotada pela primeira vez em 1978. O documento, disponibilizado pela Organização Mundial da Saúde também, tem a responsabilidade de nortear a política farmacológica dos países membros da organização. Continue lendo

DIABULIMIA

Conhecido como um transtorno alimentar em que pessoas que possuem Diabetes do Tipo 1, intencionalmente consomem menos insulina do que o necessário, com a finalidade de perder peso.

A Diabulimia não é reconhecida atualmente como um diagnóstico formal pelas comunidades médicas ou psiquiátricas. No entanto, pode ser referido na literatura por Comportamento Alimentar Desordenado ou Perturbado, ou ainda, Transtorno Alimentar.

Nesse problema temos um transtorno que une a doença Diabetes tipo 1 com o transtorno alimentar da Bulimia. Continue lendo

VERTIGENS NOS IDOSOS

À medida que as pessoas envelhecem, muitos fatores fazem com que tonturas e vertigens sejam cada vez mais comuns. Os órgãos envolvidos no equilíbrio, particularmente as estruturas do ouvido interno, não funcionam tão bem. Torna-se cada vez mais difícil enxergar sob luz fraca.

Os mecanismos corporais que controlam a pressão sanguínea respondem mais devagar (por exemplo, ao se levantar). Pessoas mais idosas provavelmente tomam medicamentos que provocam tonturas.

Embora as tonturas e vertigens sejam desagradáveis em qualquer idade, elas causam problemas particularmente às pessoas mais idosas. Pessoas frágeis têm um risco muito maior de cair quando ficam tontas. Mesmo quando elas não caem, frequentemente elas ficam com medo de cair, e isso afeta significativamente sua habilidade para as atividades diárias. Continue lendo

ÚLCERAS DE DECÚBITO EM IDOSOS – ESCARAS

O envelhecimento em si não causa úlceras de decúbito. Mas provoca alterações nos tecidos que aumentam a probabilidade de desenvolvimento de úlceras de decúbito. Conforme as pessoas envelhecem, as camadas externas da pele ficam mais finas. Muitas pessoas mais velhas têm menos gordura e músculos, os quais ajudam a absorver a pressão. O número de vasos sanguíneos diminui, e eles se rompem com mais facilidade. Todas as feridas, incluindo úlceras de decúbito, cicatrizam mais lentamente.

Certos quadros clínicos aumentam a probabilidade de desenvolvimento de úlceras de decúbito em pessoas mais velhas: Continue lendo

QUELÓIDES

Os queloides consistem em formações de tecido fibroso, lisas, brilhantes, de cor de carne, que surgem numa zona lesionada ou sobre as cicatrizes cirúrgicas.

Os queloides consistem no crescimento excessivo de tecido cicatricial. Podem desenvolver-se nos meses posteriores a uma lesão. Podem ter altura de até 0,5 centímetro ou mais em relação à superfície da pele. Os queloides podem surgir após alguma lesão, incluindo incisões cirúrgicas e acne. São mais comuns em pessoas de pele escura e geralmente surgem no meio do tórax, nos ombros, na parte superior das costas e, às vezes, no rosto e nos lóbulos das orelhas. Ocasionalmente, podem surgir de maneira espontânea.

Os queloides são brilhosos, duros, lisos e um pouco rosados ou escuros. Os queloides não causam dor, mas podem coçar ou ser sensíveis ao toque. Continue lendo

FORMAS DE TRANSMISSÃO DO HIV

O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) é o agente causal da Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS). A AIDS é o estado mais avançado da infecção e se estabelece quando o HIV já destruiu o sistema imunológico (de defesa) da pessoa portadora do vírus.

Quando a transmissão do vírus, somente em secreções como sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno, o vírus aparece em quantidade suficiente para causar a moléstia. Para haver a transmissão, o líquido contaminado de uma pessoa tem que penetrar no organismo de outra.

São considerados fluidos corporais não infectantes: saliva, urina, lágrimas, fezes e suor. Esclarecemos que a saliva, urina, e lágrimas não contém quantidade de HIV suficiente para infectar outra pessoa, independentemente da forma que a pessoa entre em contato com esses fluidos. Logo, não são fluidos capazes de transmitir o HIV. Continue lendo