TESTOSTERONA NO CORPO FEMININO

Conhecida como principal hormônio no corpo masculino, a testosterona também está presente no organismo da mulher, mas em pequena quantidade.

Nas pessoas do sexo feminino, o hormônio é produzido nos ovários e nas glândulas suprarrenais, tendo entre suas funções auxiliar o processo de reprodução.

Ela é importante no meio ciclo menstrual, o período da ovulação, porque a testosterona aumenta a libido, fazendo a mulher sentir mais desejo pela relação sexual. Este hormônio também ajuda a aumentar a massa muscular, a disposição física e o emagrecimento. Continue lendo

ONCOVÍRUS

O termo oncovírus atualmente diz respeito a qualquer vírus que possui a capacidade de alterar o ciclo celular normal de uma célula infectada, levando-a a proliferação desenfreada e a constituição de um tumor.

Este termo originou-se de estudos de retrovírus intensamente transformadores nos anos 1950-60, frequentemente chamados de vírus de milho para denotar a origem do vírus de RNA. Agora se refere a qualquer vírus com um genoma de DNA ou RNA que possui a capacidade de estimular o aparecimento de um câncer.

Durante a infecção eles integram seu DNA ao genoma da célula hospedeira e por evento raro de recombinação são separados novamente do genoma portando consigo um segmento do DNA da célula hospedeira. Se este segmento possuir sequências reguladoras de um passo crítico da divisão celular, o vírus ao infectar outras células afetará este processo fazendo com que estas se dividam sem controle, gerando tumores. Continue lendo

MIOMA: DEFINIÇÕES

É definido como mioma, um tumor não necessariamente maligno de natureza muscular lisa na região pélvica, mais precisamente no útero feminino. É responsável por causar sangramentos anormais na mulher.

Os miomas uterinos são os tumores pélvicos mais comuns, ocorrendo em cerca de 70% das mulheres até 45 anos de idade. Entretanto, muitos miomas são pequenos e assintomáticos. Cerca de 25% das mulheres brancas e 50% das mulheres negras com o tempo desenvolvem miomas sintomáticos.

Os fatores de risco de miomas incluem: ser da raça negra e apresentar índice de massa corporal elevado. Os fatores potencialmente protetores são: o parto e o tabagismo. Continue lendo

COMO GUARDAR MEDICAMENTOS EM CASA?

É um hábito comum dos brasileiros o de montar uma espécie de farmácia em casa para aqueles momentos em que os sintomas incômodos aparecem.

Mas como remédio não é brincadeira e existem ali substâncias potencialmente nocivas, especialmente se estiverem conservadas em más condições, é preciso um grande cuidado para que você não coloque em risco a sua saúde e a daqueles que moram com você.

Com bom senso e algumas dicas básicas, é mais fácil armazenar corretamente os medicamentos em casa. Veja abaixo: Continue lendo

MITOS E VERDADE SOBRE O PROTETOR SOLAR

O  protetor solar é uma loção, spray ou produto tópico que ajuda a proteger a pele da radiação ultravioleta do sol, o que reduz as queimaduras solares e outros danos à pele, intimamente ligado a um menor risco de câncer de pele. 

Quanto ao FPS (Fator de Proteção Solar), este indica a relação entre o tempo que a pessoa pode se expor à luz solar usando filtro solar antes de se queimar e o tempo que ela pode ficar exposta à luz solar sem se queimar.

Porém, além da falta de cuidados, informações erradas e alguns hábitos incorretos podem prejudicar nossa pele e deixá-la vulnerável ao sol e a radiação. Confira abaixo mitos e verdades sobre o uso do protetor solar. Continue lendo

ATAQUE DE PÂNICO – O QUE É?

Ataques de pânico podem ocorrer em qualquer tipo de transtorno de ansiedade, geralmente em resposta a situações específicas relacionadas às principais características do transtorno. Por exemplo, uma pessoa com fobia de serpentes pode entrar em pânico ao deparar-se com uma. Esses ataques são chamados de ataques esperados. Entretanto, esses ataques de pânico situacionais diferem daqueles espontâneos e inesperados que normalmente ocorrem na síndrome do pânico. Esses ataques ocorrem sem uma causa aparente.

Ataques de pânico são comuns e ocorrem em pelo menos 11% dos adultos anualmente. A maioria das pessoas geralmente se recupera dos ataques de pânico sem tratamento, porém, algumas desenvolvem síndrome do pânico.

Todos os Ataques de Pânico são réplicas do primeiro ataque, em que a dor sentida foi tão grande que se começa a ter medo de a voltar a sentir. As pessoas podem sentir o primeiro episódio de Pânico em qualquer circunstância, como, por exemplo, a dormir, a conduzir, num centro comercial, em casa, entre outras situações. Continue lendo

DEPRESSÃO EM IDOSOS – ALGUMAS CARACTERÍSTICAS

A depressão afeta cerca de uma em cada seis pessoas idosas. Algumas pessoas idosas já tiveram depressão mais cedo nas suas vidas. Outras a desenvolveram pela primeira vez depois de idosas.

Algumas causas de depressão podem ser mais comuns entre pessoas idosas. Por exemplo, pessoas idosas têm mais probabilidade de viverem eventos emocionalmente angustiantes que envolvem uma perda, como a morte da pessoa amada ou a perda de uma vizinhança familiar, como na mudança para outro local.

Outras fontes de estresse, como redução da renda, piora de uma doença crônica, perda gradual da independência ou isolamento social, também podem contribuir. Continue lendo