VAGINOSE: O QUE É?

Também conhecida como Vaginose Bacteriana, esta doença é a infecção ginecológica causada pela proliferação anormal de bactérias na vagina.

A vaginose bacteriana não é uma doença/ infecção sexualmente transmissível. Porém, é a infeção mais comum na vagina das mulheres, superando a candidíase vaginal e a tricomoníase.

Esta infeção é causada por um crescimento anormal de bactérias na vagina, devido geralmente a desequilíbrios na sua flora, o que leva à alteração do corrimento vaginal, nomeadamente na sua cor (que passa a ser acinzentada) e principalmente ao nível do seu cheiro. Continue lendo

FEBRE AFTOSA EM HUMANOS

A Febre Aftosa é uma enfermidade infectocontagiosa aguda com potencial de transmissibilidade extremamente alto entre os animais susceptíveis, podendo, em cerca de uma semana ou menos, acometer a totalidade dos componentes de um rebanho afetado.

Produzida por um vírus da família Picornavirus, gênero Aphtovirus, que acomete animais biungulados domésticos e selvagens, como bovinos, suínos, bubalinos, ovinos e caprinos. É caracterizada por vesículas, também denominadas aftas, erosões e úlceras na mucosa oral, epitélio lingual, nasal, mamário, além de lesões características na região coronária dos cascos e nos espaços interdigitais.

A Febre Aftosa é considerada uma zoonose porque embora raramente o homem se infecte com a doença, é ele um hospedeiro acidental da mesma. Fato comprovado perante o reduzido número de casos descritos pelo mundo, mesmo perante frequentes oportunidades de exposição ao agente, a ampla distribuição geográfica e à alta incidência da enfermidade nos animais domésticos. Continue lendo

URTICÁRIA – AGUDA E CRÔNICA

O QUE É A URTICARIA?

A urticária consiste em inchaços avermelhados, levemente salientes, que coçam. A coceira pode ser grave ou moderada. A urticária possui bordas definidas e pode ter uma parte central pálida.

Tipicamente, os surtos de urticária aparecem e desaparecem. A urticária pode permanecer durante várias horas e logo desaparecer, surgindo outra em qualquer outro local depois. Depois de a urticária desaparecer, a pele geralmente fica com aspecto completamente normal.

O inchaço de uma urticaria é causado pela liberação de substâncias químicas (como a histamina) dos mastócitos na pele, que causam o vazamento temporário de líquido para fora dos pequenos vasos sanguíneos. Continue lendo

INFLUENZA A H1N1 – GRIPE SUÍNA

A Influenza A H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010.

O vírus Influenza A (H1N1) circula no mundo desde, pelo menos, o início do século XX, tendo sido ele o responsável por grandes epidemias de gripe do passado.

Assim como qualquer Influenza A, o subtipo H1N1 possui uma grande capacidade de mutação, fazendo com que de tempos em tempos uma nova cepa seja responsável por novas epidemias.

A última epidemia de gripe H1N1 havia ocorrido no final da década de 1970. Desde então o vírus circulava entre humanos sem causar grandes estragos. Em 2009, porém, surgiu no México uma nova cepa de H1N1 que teve origem no Influenza A H1N1 que afetava porcos (daí o nome gripe suína). Esta cepa suína sofreu uma mutação e passou a ser capaz de infectar seres humanos. Este novo H1N1 possuía em seu DNA características do vírus Influenza A presentes em aves, porcos e humanos, sendo diferente do H1N1 que circulava até então. Continue lendo

INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS MAIS COMUNS NA POPULAÇÃO BRASILEIRA

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos.

São transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão de uma IST pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação.

O tratamento das pessoas com IST melhora a qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços de saúde do SUS. Continue lendo

HIPOTENSÃO: OS RISCOS DA PRESSÃO ARTERIAL BAIXA

A hipotensão arterial é uma situação médica na qual tem uma diminuição dos valores da pressão arterial, junto a sintomas característico do quadro, estes que podem ser tonturas, desmaios, confusão mental e alterações visuais.

A hipotensão ocorre quando existe uma descida significativa da pressão artéria relativamente ao valor tensional basal. Embora não exista um limite claramente definido que permita o diagnóstico de hipotensão, valores tensionais inferiores a 90/60 mm Hg normalmente configuram essa situação.

Normalmente, o corpo mantém a pressão arterial em um intervalo limitado. Quando a pressão arterial está muito alta, os órgãos e vasos sanguíneos podem ser danificados. Quando a pressão arterial é muito baixa, não chega uma quantidade suficiente de sangue a todas as partes do corpo. Assim, as células não recebem oxigênio e nutrientes suficientes e os resíduos não são eliminados da forma adequada. Continue lendo

HFMD – DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA

Hand, foot, and mouth disease (HFMD) ou Doença mão-pé-boca é uma doença viral comum que geralmente afeta bebês e crianças menores de 5 anos de idade. No entanto, às vezes pode ocorrer também em crianças mais velhas e adultos.

A doença mão-pé-boca (HFMD) é causada geralmente pelo vírus A16 do coxsackie, um membro da família do enterovírus, Porém também pode ser causada, em alguns casos, pelo coxsackie B ou pelo vírus do enterovírus 71.

A doença obtém seu nome devido ao prurido não-sarnento que se torna nas palmas das mãos e das solas do pés. Continue lendo