A IMPORTÂNCIA DO DISTANCIAMENTO SOCIAL

Atualmente vivemos uma pandemia causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) que se disseminou pelo mundo causando infecção respiratória, a qual se deu o nome de Covid-19.

Uma das formas que foi encontrada para frear o contágio entre pessoa, que temos com essa doença, uma vez que ela, até o presente momento, não possui tratamento específico e nem uma vacina capaz de imunizar a população, foi restringir a circulação de pessoas e o contato entre elas durante suas vidas normais, tendo em vista que essa é a principal forma de contágio da doença.

Foi então que surgiu o termo distanciamento social, propagado pela mídia e muitas vezes usada de forma incorreta ou incoerente por muitos governantes no Brasil e no mundo.

O distanciamento social é a diminuição de interação entre as pessoas de uma comunidade para diminuir a velocidade de transmissão de uma doença. É uma estratégia importante quando há indivíduos já infectados, mas ainda assintomáticos ou para os doentes sem diagnóstico, que não chegaram a receber orientação médica específica.  Esta medida deve ser aplicada especialmente em locais onde existe transmissão comunitária, como é o caso do Brasil, quando a ligação entre os casos já não pode ser rastreada e o isolamento das pessoas expostas é insuficiente para frear a transmissão.

O distanciamento social pode ser ampliado (não se limita a grupos específicos) ou seletivo (apenas os grupos de maior risco ficam isolados – idosos, imunodeprimidos, pessoas com doenças crônicas descompensadas).

A importância do distanciamento social se dá pelo fato de que quanto mais pessoas adoecerem em uma população, mais difícil fica para as autoridades promoverem e garantirem atendimento médico adequado, o que eleva o numero de mortes e faz com que casos simples e que se bem assistidos não levaram a um grave risco de morte, tenha esse risco aumentado, ou seja, é importante garantir que a população que for adoecer, adoeça de forma mais lenta, para que todos possam ter atendimento adequado e maior chance de sobrevida.

Outro ponto a favor do distanciamento social é o fato de que em uma população que adoece mais devagar, menos pessoas morrem e mais pessoas com alto risco de morte podem ter a chance de esperar por um remédio ou vacina que as livre da doença.

Veja um exemplo do benefício do distanciamento social:

Devemos salientar que o distanciamento social é diferente do isolamento social, principalmente porque no distanciamento social, você não é impedido de ver pessoas, apenas deve manter uma distância segura que evite contaminação entre pessoas e deve também evitar aglomeração de pessoas dentro de espaços restritos.

Embora o isolamento social possa ser uma prática danosa a economia de um país, se ele for posto em prática com responsabilidade e organização ele pode causar danos mínimos a população e a economia, basta que seja feita no momento certo e com a duração certa para que toda a sociedade possa se organizar frente a doença que enfrentam.

Devemos também comentar aqui que o distanciamento social se diferente de outros termos como isolamento social e quarentena, veja a seguir:

Isolamento é uma medida que visa separar as pessoas suspeitas de  doentes (sintomáticos respiratórios, casos suspeitos ou confirmados de infecção por coronavírus) das não doentes, para evitar a propagação do vírus. O isolamento pode ocorrer em domicílio ou em ambiente hospitalar, conforme o estado clínico da pessoa.

Sendo assim a pessoa só entra em isolamento social caso ela esteja com sintomas ou esteja aguardando diagnóstico da doença e ela fica nesse estado até que passe o período de contágio ou que seja descartada como doente.

Quarentena é a restrição de atividades ou separação de pessoas que foram presumivelmente expostas a uma doença contagiosa, mas que não estão doentes (porque não foram infectadas ou porque estão no período de incubação).

A quarentena pode ser aplicada em nível individual, como por exemplo: para uma pessoa que volta de viagem internacional  ou para contatos domiciliares de caso suspeito ou confirmado de coronavírus.

 


Com informações de:

TelesaúdeRS – UFRGS

https://www.ufrgs.br/telessauders/posts_coronavirus/qual-a-diferenca-de-distanciamento-social-isolamento-e-quarentena/

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *