OMEPRAZOL

O omeprazol é um fármaco inibidor da bomba de prótons, que diminue a secreção gástrica alterando a atividade da H+/K+-ATPase.

Os inibidores da bomba de prótons são um grupo de fármacos usados no tratamento de úlceras gastrointestinais. Substituíram largamente na última década os anti-histamínicos H2, com mais efeitos secundários, nessa função.

Desenvolvida em meados dos anos 1980 como uma nova molécula que seria mais eficaz, duradoura e menos tóxica que a sua antecessora Cimetidina, a nova substância se mostrou muito estável e com pequeno potencial toxicológico. A ação anti-secretiva chegou em seu patamar máximo até então, pelo fato de inibir a bomba de prótons H+/K+ ATPase e controlar, de forma ativa, a secreção ácida final do estômago.  Continue lendo

ANVISA QUER COLOCAR ALERTA NOS RÓTULOS DE ALIMENTOS

Uma nova política para conter doenças associadas à alimentação está sendo colocada em curso no país: o governo deve negociar com empresas um alerta no rótulo dos alimentos, na parte da frente das embalagens, para indicar altos teores de gordura, sal e açúcar. O principal objetivo é conter o avanço de doenças relacionadas ao consumo exagerado desses alimentos, que aumentam o risco de condições como diabetes, hipertensão, problemas cardiovasculares e obesidade.

A ideia é que os rótulos tenham um alerta na frente das embalagens para complementar a tabela nutricional, geralmente disposta na parte posterior. Símbolos e cores serão utilizados para facilitar a visualização. A base da informação também deve considerar cada 100g ou 100ml de alimento para maior padronização dos dados. Continue lendo

OUTRAS FORMAS DA FEBRE MACULOSA EM HUMANOS

Várias riquétsias, transmitidas por carrapatos, causam febres maculosas similares à febre maculosa comum. Elas causam uma pequena ulceração no local da picada do carrapato, inchando os linfonodos próximos, e uma erupção cutânea vermelha, sendo assim, bem semelhante a doença originalmente conhecida como Febre Maculosa.

As outras formas de febre maculosa incluem:

  • febre por picada de carrapato africano (tifo por carrapato africano)
  • febre maculosa do Mediterrâneo (febre botonosa)
  • riquetsiose transmitida por carrapato do norte asiático
  • tifo por carrapato de Queensland
  • Doença infecciosa leve por riquétsias
  • riquetsiose por Rickettsia parkeri

 

Da mesma forma que a Febre Maculosa,  as outras formas de  febre maculosa podem ocorrer em toda a América e em outros países. Essas infecções surgem principalmente na primavera e verão, quando os carrapatos adultos estão ativos e há mais probabilidade de as pessoas se encontrarem nas áreas infestadas por eles. Continue lendo

ANVISA E OMS INVESTIGAM POSSÍVEL RISCO DO USO DE DOLUTEGRAVIR EM GRÁVIDAS

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a Organização Mundial de Saúde investigam uma possível associação entre o uso do antirretroviral dolutegravir (medicamento usado para o controle do HIV) na gravidez e um defeito no tubo neural em fetos. O tubo neural é a estrutura que dará origem à medula espinhal e ao cérebro. A associação foi identificada em um estudo independente feito em Botswuana, na África.

Normalmente, a má-formação nessa estrutura ocorre em 0,1% dos nascidos vivos; o que o estudo identificou foi um aumento para 0,9% da prevalência da anomalia. As entidades enfatizam, contudo, que até esse momento a relação é apenas uma observação — sem nenhuma relação de causa e efeito. Continue lendo

A VACINA DA GRIPE 2018 PODE CAUSAR REAÇÕES?

A resposta para essa pergunta é SIM, porém não se preocupe com isso, pois nem todos terão reações adversas à vacina e o mais importante, as reações não costumam ser graves.

É importante antes de tudo, que as pessoas entendam que todas as substâncias usadas como remédio (comprimidos, cápsulas, vacinas, chás, géis, colírios, xaropes, etc) possuem ou podem causar alguma forma de reação, seja essa substância sintética, puramente química, de origem animal, vegetal ou mineral.

A gripe é uma doença benigna na imensa maioria dos casos, possuindo uma taxa de mortalidade abaixo de 1%. Porém, por ser altamente contagiosa, ela é capaz de infectar milhões de pessoas em relativamente pouco tempo, fazendo com que uma taxa próxima de 1% represente, em números absolutos, uma quantidade grande de vítimas. Por isso, a vacinação contra o vírus Influenza tornou-se uma importante medida de saúde pública nos últimos anos. Continue lendo

FEBRE MACULOSA EM HUMANOS

A febre maculosa é causada pela bactéria Rickettsia rickettsii. Riquétsias são um tipo de bactéria que consegue viver apenas dentro de células de outros organismos.

Esta doença pode ser chamada também de tifo exantemático, febre do carrapato, ou febre da carraça (Portugal).

A febre maculosa é uma doença que ocorre em todo o continente americano, acometendo países desde o Canadá até a Argentina. No Brasil, a maioria dos casos se na concentra na Região Sudeste, havendo também casos isolados em estados de outras regiões, tais como Bahia, Ceará, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul. São Paulo e Minas Gerais são os estados com maior número de casos notificados.

Apesar de ser uma doença tipicamente rural, nos últimos anos, o número de casos urbanos têm vindo a crescer. A doença não é muito comum, sendo responsável por cerca de 40 a 100 casos por ano em todo o país. Continue lendo

FENITOÍNA: PRINCIPAIS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

A fenitoína é um fármaco que atua no Sistema Nervoso Central (SNC), pertencente ao grupo de substâncias com ação Antiepilética e anticonvulsivante.

Esta substância é destinada aos casos de:

– crises convulsivas durante ou após neurocirurgia;

– crises convulsivas, crises tônico-clônicas generalizadas e crise parcial complexa (lobo psicomotor e temporal);

– estado de mal epiléptico.

Esta substância possui diversos efeitos: Inibe canais de sódio, potássio e cálcio, existentes na membrana dos neurônios, imediatamente. Altera concentrações locais de neurotransmissores como GABA, noradrenalina e acetilcolina.

Também é capaz de diminuir a excitação neural de forma geral. Continue lendo