ESTRESSE CRÔNICO

O Estresse Crônico é a resposta física, psicológica e emocional do corpo humano a pressão do estresse sofrido pelo indivíduo, por um tempo prolongado e contínuo. Envolve uma resposta do sistema endócrino no qual corticosteroides são liberados.

Embora os efeitos imediatos dos hormônios do estresse, como epinefrina e cortisol, sejam benéficos em uma determinada situação de curto prazo, a exposição a longo prazo ao estresse cria um nível elevado desses hormônios, o que leva ao aparecimento de doenças e síndromes psicológicas.

O estresse tem um papel nos seres humanos como um método de reagir a situações difíceis e possivelmente perigosas, conhecido como reação de “luta” e “fuga”. Esta resposta é perceptível quando as glândulas adrenais liberam epinefrina, fazendo com que os vasos sanguíneos se contraiam e a frequência cardíaca aumente. Além disso, o cortisol é outro hormônio que é liberado sob estresse e sua finalidade é aumentar o nível de glicose no sangue. A glicose é a principal fonte de energia para as células humanas e seu aumento durante o tempo de estresse é com a finalidade de ter energia prontamente disponível para as células mais ativas. Continue lendo

OBESIDADE: DEFINIÇÕES

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo. Para o diagnóstico em adultos, o parâmetro utilizado mais comumente é o do índice de massa corporal (IMC).

O IMC é calculado dividindo-se o peso do paciente pela sua altura elevada ao quadrado. É o padrão utilizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que identifica o peso normal quando o resultado do cálculo do IMC está entre 18,5 e 24,9.  Para ser considerado obeso, o IMC deve estar acima de 30.

A obesidade já é uma realidade para 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge mais da metade da população (54%). Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) divulgado pelo Ministério da Saúde.

Entre os jovens, a obesidade aumentou 110% entre 2007 e 2017. Esse índice foi quase o dobro da média nas demais faixas etárias (60%). O crescimento foi menor nas faixas de 45 a 54 anos (45%), 55 a 64 anos (26%) e acima de 65 anos (26%). Continue lendo

MYCOPLASMA GENITALIUM (DST/IST)

Os Micoplasmas pertencem à classe dos Mollicutes, procariotos caracterizados pela ausência de parede celular. Esses microrganismos têm sido associados a infecções do trato genital alto e baixo com implicações como uretrites, cervicites, doença inflamatória pélvica, prostatites, epididimites, infertilidade no homem e na mulher, abortos e partos pré-maturos, bem como mortalidade neonatal e mais recentemente, câncer de prostata.

A bactéria Mycoplasma genitalium é uma causa comum de uretrite no homem e de cervicite na mulher, sendo recentemente reconhecida como uma IST.

É uma bactéria que vive nas células epiteliais e ciliadas dos tratos genitais e epiteliais dos primatas. É transmitida através do contato sexual, especificamente por contato com secreções, saliva e epitélio. Continue lendo

ADESIVO PARA TRATAMENTO DO ALZHEIMER DISPONIBILIZADO PELO SUS

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que provoca a diminuição das funções cognitivas uma vez que as células cerebrais degeneram e morrem, causando declínio constante na função mental.

Os principais sintomas da doença são: dificuldade de memória (especialmente de acontecimentos recentes), discurso vago durante as conversações, demora em atividades rotineiras, esquecimento de pessoas e lugares conhecidos, deterioração de competências sociais e imprevisibilidade emocional.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), essa doença é responsável por 60% a 70% dos casos de demência. Continue lendo

DOENÇA DE POMPE: INFORMAÇÕES

Descrita pela primeira vez em 1932 pelo neurologista holandês Johannes Pompe, a doença caracteriza-se por uma falha genética que causa a deficiência da enzima GAA (alfa-glisocidade ácida), responsável pelo desdobramento de glicogênio, polissacarídeo que fornece energia a muitas células do corpo. Devido a essa deficiência, o glicogênio tem sua função alterada e começa a ser depositado em células musculares por todo o corpo, causando fraqueza muscular excessiva nos membros superiores e inferiores.

A doença de Pompe é uma doença rara que pode afetar homens e mulheres de todas as idades e etnias. É também uma doença genética rara, que é transmitida de pais para filhos.

A doença de Pompe pode causar vários problemas de saúde, mas o sinal mais comum é a fadiga muscular que se agrava ao longo do tempo se não for tratada. A doença de Pompe pode ainda afetar as vias (nervos) que transportam as informações de e para o cérebro.  Continue lendo

ESTUDO FALA SOBRE RISCO DE MEDICAMENTOS QUE PODEM LEVAR A DEPRESSÃO

Medicamentos comuns como antinflamatórios, analgésicos, antialérgicos, anticoncepcionais e outros podem causas efeitos colaterais bem sérios e precisam ser usados com cautela.

Entende-se como um efeito colateral o efeito diferente daquele considerado como principal por um fármaco. Esse termo deve ser distinguido de efeito adverso, que se refere a um efeito colateral indesejado, pois um fármaco pode causar outros efeitos potencialmente benéficos além do principal. Como exemplo podem ser citados a amnésia temporária causada por sedativos e a sonolência em anti-histamínicos, que podem ser benéficos ou adversos dependendo da situação.

Muitos se surpreenderiam ao saber que sua medicação, embora não tenha nada a ver com o estado de ânimo, a ansiedade ou qualquer outra condição normalmente associada à depressão, pode aumentar seu risco de ter sintomas depressivos e levar a um diagnóstico de depressão. Continue lendo

MITOS SOBRE VACINAS

Vacinas são recursos essenciais para a saúde individual e pública. O princípio da vacinação consiste em, através do uso especificamente controlado de microrganismos causadores de doenças, ou suas toxinas, estimular o sistema imunológico de modo que este seja capaz de montar uma defesa contra tal antígeno. 

Dessa forma, quando o indivíduo entrar em contato com este antígeno ele já possua mecanismos efetores eficientes para protege-lo e garantir sua segurança e saúde, prevenindo assim diversas doenças. Isso acontece pela geração de memória imunológica, ou seja, nosso sistema imune é capaz de armazenar uma memória para cada antígeno que entramos em contato ao logo da vida e assim, é capaz de se defender e combater tal antígeno.

A vacinação é o modo conhecidamente mais eficaz de se prevenir doenças causadas por agentes infecciosos. Porém como qualquer tratamento ou prevenção de doença, as vacinas podem variar de eficiência levando em conta certos fatores como: Continue lendo